A terceira edição do programa de aceleração Maze X já está em marcha. A fase de candidaturas está a decorrer até dia 21 de dezembro.

A aceleradora de start-ups de impacto abriu ontem as candidaturas para a sua terceira edição com vista a encontrar start-ups que tenham soluções para resolver problemas sociais e ambientais.

Do conjunto das participações, a Maze X irá selecionar as 10 start-ups que, durante quatro meses, irão trabalhar para transformar os seus projetos para resolver problemas sociais e ambientais nos negócios do futuro.

Este programa pan-europeu de aceleração disponibiliza aos empreendedores de impacto acesso a capital, competências e network, bem como a oportunidade de testarem os seus produtos ou serviços com empresas parceiras que atuam como plataformas de teste, permitindo-lhes receber feedback dos clientes e do mercado. O programa oferece apoio customizado por reconhecer que cada start-up enfrenta desafios específicos à sua indústria e à fase de negócio em que se encontra.

A última edição do programa terminou em setembro e nela a Maze X  trabalhou com start-ups de impacto que desenvolveram, entre outras, soluções de reutilização de embalagens alimentares (Vytal), energia limpa, como a Eco Wave Power, pesca sustentável, como a Safety Net, e a Omoguru, que permite a inclusão digital de pessoas com dislexia, ou a NU RISE, um equipamento médico que permite garantir uma radiação de precisão de tecidos cancerígenos e órgãos adjacentes.

Em resposta à pandemia, a equipa da Maze X transformou o programa que inicialmente se realizava em Lisboa, numa experiência remote-first. “Esta pandemia forçou-nos a transitar para um programa online em muito pouco tempo. Sabíamos que tínhamos de desenhar um novo programa quase de raiz e fomos surpreendidos com a nossa capacidade de entregar muito mais valor aos nossos empreendedores do ponto de vista de network e crescimento”, explicou Rita Casimiro, Head of Acceleration na Maze.

Recorde-se que a Maze X foi criada pela Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação Edmond de Rothschild e a MAZE. Tem ainda como parceiros a PLMJ-Sociedade de Advogados, o banco BNP Paribas, o Hospital da Luz Learning Health e a Casa do Impacto.

O MAZE é um fundo de capital de risco com mais de 90 start-ups de impacto aceleradas que tem como objetivo posicionar Portugal como um centro europeu de investimento de impacto e empreendedorismo de alto crescimento.

Comentários