Start-ups vão contar com financiamento inicial de até 100 mil euros. As inscrições decorrem até ao dia 31 de maio.

A Bayer lançou recentemente uma competição para start-ups da área da saúde. O G4A Partnerships 2019 tem como objetivo apoiar as equipas no desenvolvimento dos seus projetos não só com mentoria, mas também com um financiamento inicial – que pode oscilar entre 50 mil e os 100 mil euros, para além de pagamentos adicionais quando os objetivos definidos forem concretizados.

Para estarem aptas a concorrer, as equipas devem resolver problemas numa ou em várias das seguintes áreas: saúde da mulher, cardiovascular, terapias digitais, saúde global, neurotecnologia, oncologia, oftalmologia, doenças pulmonares e radiologia.

“Para nós, é tudo sobre o desenvolvimento de novas soluções de saúde que podem mudar a experiência da saúde”, disse Zsuzsanna Varga, que lidera o G4A Partnerships 2019. “Estamos convencidos de que as colaborações de longo prazo com empresas de saúde digitais que partilham a mesma paixão e visão são a melhor maneira de conseguir isso”, acrescenta.

As start-ups que apresentarem as abordagens mais adequadas vão ter oportunidade de colaborar com profissionais da Bayer nas suas soluções – algo que será sustentado por uma carta de intenções.

“O ecossistema de saúde digital amadureceu ao longo dos anos e já existem start-ups muito bem desenvolvidas em toda a cadeia de valor. A nossa ideia foi simplificar o processo para que os empreendedores pudessem trabalhar com a Bayer e, juntos, criarmos soluções inovadoras com mais agilidade. E foi por isso que criámos esta nova forma de elevar a nossa colaboração para o próximo nível”, refere Eugene Borukhovich, diretor global de saúde digital da Bayer.

Os empreendedores interessados em participar têm até ao dia 31 de maio para submeterem os seus projetos no site oficial da iniciativa.

Relembre-se que, no ano passado, a Bayer levou a cabo uma iniciativa idêntica.

Comentários