A investigação “Future Leaders” apresenta os traços de personalidade e os valores da próxima geração de líderes. Em Portugal foram identificados 10 potenciais líderes com menos de 30 anos.

A LLYC, consultora global de comunicação, em colaboração com a Trivu, um ecossistema global que promove oportunidades para jovens talentos, desenhou o projeto “Future Leaders”, um estudo baseado numa tecnologia que cruza a Programação Neuro-Linguística1 com a Inteligência Artificial para a análise de texto,  e que procurou conhecer a nova geração de líderes, com menos de 30 anos.

O projeto partiu da identificação de 120 jovens líderes do futuro em 12 países de língua espanhola e portuguesa, e envolveu Espanha, Portugal, Peru, Estados Unidos, Argentina, Chile, Equador, Brasil, Colômbia, República Dominicana, Panamá e México.

Os seus perfis são referências nas mais diversas áreas de influência desde a tecnologia, à medicina e ao meio ambiente, às questões sociais, ao empreendedorismo ou gastronomia.

No mercado nacional fazem parte desta análise 10 jovens, a saber: Salvador Sobral (músico); Frederico Morais (surfista); Madalena Rugeroni (empreendedora e country manager na Too Good to Go); Joana Paiva (empreendedora, cientista e CTO e cofundadora do iLoF); Fred Canto e Castro (empreendedor, fundador da Sonder e CEO do Seekers Club); Simão Cruz (engenheiro especialista em fintech e diretor adjunto de estratégia e desenvolvimento digital do BIG); Margarida Balseiro Lopes (deputada na Assembleia da República e presidente da Comissão Política Nacional da JSD); Miguel Oliveira (piloto de motociclismo); Joana Leite de Castro (empreendedora e cofundadora da The Human Toolbox) e Catarina Macedo (engenheira especialista em UX e Senior Program Manager de P&D da Xbox na Microsoft).

Para esta seleção foram três os critérios em destaque: ter um propósito claro na sua área de atividade; o potencial de mobilização; e a capacidade de influência.

“Esta análise permite-nos identificar, de facto, uma mudança estrutural na forma como deve ser percecionada a liderança e a comunicação no futuro. A pandemia acelerou esta tendência que há muito falávamos de uma comunicação mais humana, mais próxima, com um propósito claro e muito focada na ação. É precisamente isso que irá ser exigido a estes líderes do futuro”, afirmou Tiago Vidal, diretor-geral da LLYC em Portugal.

A lista completa dos líderes do futuro pode ser consultada no site da consultora.

Comentários