Estas empresas investidas pelo fundo de investimentos da Intel Corporation trazem ao mercado inovações nas áreas de inteligência artificial, computação autónoma e design de chips. Conheça-as neste artigo.

A Intel Capital, unidade global de investimentos da Intel Corporation, anunciou um investimento total de 132 milhões de dólares (120 milhões de euros) em 11 start-ups de tecnologia.

“A Intel Capital identifica e investe em start-ups disruptivas que estão a trabalhar para melhorar a forma como vivemos e trabalhamos. Cada um dos nossos recentes investimentos está a ampliar as fronteiras em áreas como inteligência artificial, análise de dados, sistemas autónomos e semicondutores inovadores. Estamos entusiasmados com a possibilidade de trabalhar com estas empresas, enfrentar juntos os atuais desafios mundiais e impulsionar o crescimento sustentável de longo prazo”, afirmou Wendell Brooks, vice-presidente sénior e presidente da Intel Capital.

Além disso, o fundo acredita que uma força de trabalho diversificada é capaz de elevar os patamares de inovação, avança o TechCrunch. Em 2019, 32% dos seus novos investimentos foram em start-ups lideradas por mulheres, minorias sub-representadas, membros da comunidade LGBTQ e empreendedores com deficiências – um aumento em comparação com 2018 (18% de investimento).

Em 2015, a Intel Capital tinha anunciado a meta de investir 125 milhões de dólares (134 milhões de euros) em cinco anos em empresas com lideranças diversificadas. Esta meta foi alcançada em apenas dois anos, no início de 2018. No primeiro trimestre de 2020, a empresa atingiu um novo marco, ultrapassando os 300 milhões de dólares (272 milhões de euros) investidos desde o anúncio público da iniciativa.

Conheça as 11 start-ups que a Intel Capital acaba de investir e as inovações que trazem ao mercado.

1. KFBIO (Zhejiang, China)
É uma empresa de biotecnologia que desenvolve sistemas digitais de patologia. O seu scanner melhora os microscópios tradicionais com recursos e conectividade digitais. O sistema de processamento de imagens médicas da KFBIO usa big data, computação em nuvem e IA para digitalizar imagens de forma rápida e confiável, facilitando a sua partilha com especialistas para consulta remota.

2. Lilt (San Francisco, Califórnia)
Visa tornar as informações do mundo acessíveis a todos através de serviços e software de tradução de idiomas baseados em IA. Os serviços tradicionais de tradução podem ser demorados e dispendiosos, impedindo que as empresas traduzam todas as informações que possam ser úteis. O software da Lilt garante tradução precisa, localizada e de maneira económica. Combinando tecnologia adaptativa de tradução automática neural, um sistema de gestão de traduções e tradutores profissionais, a Lilt permite que as organizações usem a tradução de idiomas para melhorar os seus programas de localização, acelerar estratégias go-to-market e otimizar a experiência geral dos clientes.

3. Retrace (San Francisco, Califórnia)
Acredita que o uso mais inteligente e inovador dos dados odontológicos é essencial para reduzir a incidência de doenças bucais. A Retrace aplica inteligência artificial e outras tecnologias avançadas na sua plataforma de análise preditiva, que usa dados em tempo real para melhorar a tomada de decisões na área odontológica. Permite que planos de saúde, prestadores de serviços e pacientes tenham uma experiência de tratamento bucal mais económica e baseada em evidências.

4. Anodot (Redwood City, Califórnia)
Usa aprendizagens de máquina para impulsionar o futuro da análise – monitorização autónoma de negócios. As empresas listadas na Fortune 500, nos setores de telecomunicações, finanças e digital, utilizam alertas contextuais em tempo real da Anodot para detetar incidentes capazes de afetar as receita e os custos. Alguns exemplos são as quebras na taxa de sucesso, incidentes com clientes, desempenho das aplicações e outras métricas de negócios. Ao permitir que as empresas possam identificar e tratar incidentes rapidamente, a Anodot está a ajudar a reduzir os esforços de gestão de incidentes em até 80%.

5. Hypersonix (San Jose, Califórnia)
É uma plataforma de análise autónoma baseada em IA e projetada para setores de consumo, como retalho, restaurantes, hotelaria e comércio eletrónico. Os decisores precisam de contar com insights em tempo real vindos de diferentes fontes de dados, como informações relacionadas com desempenho de negócios regionais ou tráfego da Web. A plataforma da Hypersonix permite tomar decisões mais rápidas e inteligentes que podem contribuir para elevar os níveis de lucro, produtividade e relação com clientes através de pesquisas simples por voz e texto, visualização e interpretação de dados.

6. Astera Labs (Santa Clara, Califórnia)
É uma empresa de semicondutores sem fábricas que desenvolve soluções de conectividade criadas especificamente para sistemas centrados em dados. O portfólio de produtos da empresa inclui circuitos integrados com reconhecimento de sistemas, placas e serviços, que se destinam a oferecer conectividade robusta para soluções PCI Express e Compute Express Link.

7. Axonne (Sunnyvale, Califórnia)
Desenvolve uma nova geração de soluções de conectividade de rede Ethernet de alta velocidade para automóveis. As soluções da Axonne destinam-se a carros conectados, como sensores para direção autónoma e displays com clusters de computação. Os circuitos proprietários de sinal misto, algoritmos e processadores de sinal digital da empresa ajudam no desempenho de aplicações como direção autónoma e infotainment (combina informação e entretenimento), que exigem um alto grau de segurança funcional e física, confiabilidade e eficiência energética para carros elétricos. Essas soluções também contribuem para facilitar a transição de arquiteturas elétricas e eletrónicas herdadas de veículos para zonas baseadas em serviços escalonáveis e adaptáveis.

8. MemVerge (Milpitas, Califórnia)
É uma empresa de software fundada com a visão de que todas as aplicações devem ser executadas na memória. O software Memory Machine da MemVerge é a base para a chamada nova era da computação Big Memory e oferece pools de memória persistente partilhada com tamanho na casa dos petabytes. Com esses recursos, aplicações centradas em dados, como IA, aprendizagem de máquina, análise de dados para o mercado financeiro e computação de alto desempenho, ficam mais fáceis de desenvolver e implantar. Além disso, o software reduz os custos relacionados com a memória, permite expandi-la e torná-la altamente disponível por meio serviços de dados, replicação de memória e processos de recuperação extremamente rápidos.

9. ProPlus Electronics (Shandong, China)
É uma empresa de automação de design eletrónico (EDA), especializada em modelagem avançada de dispositivos e soluções de simulação rápida de circuitos. O ProPlus ajuda a diminuir a distância entre design e fabrico, por meio de software que torna o desenho de chips mais rápido e a produção mais eficiente, permitindo que a indústria de semicondutores desenvolva produtos mais poderosos e diversificados.

10. Spectrum Materials (Fujian, China)
É um fornecedor especializado de gás e materiais de alta pureza para fábricas de semicondutores. Possui uma das maiores bases de produção em Quanzhou, Fujian. Liderada por especialistas veteranos da indústria, a Spectrum Materials dedica-se a fornecer soluções críticas para aplicações avançadas de processos em várias fábricas no mundo.

11. Xsight Labs (Kiryat Gat, Israel)
Desenvolve tecnologias inovadoras para acelerar cargas de trabalho baseadas na nuvem e que fazem uso intensivo de dados, como aprendizagem de máquina, análise e armazenamento desagregado. O Xsight fornece novos designs de chipset capazes de elevar os níveis de escalabilidade, desempenho e eficiência.

 

Comentários