Malcolm Jenkins, campeão do Super Bowl e estrela do New Orleans Saints, criou um fundo de capital de risco especializado em capacitar fundadores e investidores negros.

A estrela norte-americana da Super Bowl  Malcolm Jenkins entrou no mundo dos negócios e lançou a Broad Street Ventures, um fundo de capital e risco que tem a particularidade de ser inteiramente financiado por investidores negros, entre os quais outros jogadores da NFL. Trata-se de uma opção que distingue a empresa de outras iniciativas de capital de risco iniciadas por atletas de renome.

O projeto foi cofundado com Ralonda Johnson, uma amiga de longa data, e com ele Jenkins espera ajudar mais empreendedores negros a entrar no mundo do venture capital, apontado por muitos como um setor de atividade marcado pela falta de diversidade. À Forbes o atleta referiu que quer criar oportunidades para os negros.

Entre os primeiros investidores do fundo estão os ex-companheiros de equipa dos Eagles Rodney McLeod e Jordan Matthews, bem como os irmãos gémeos Devin e Jason McCourty, do New England Patriots.

A estratégia da Broad Street Ventures passa por investir em empresas apoiadas pelos principais VCs – por exemplo, seu portefólio já inclui a Airbnb e a Epic Games, entre outras – mas a sua meta de longo prazo é investir nos negócios de pessoas negras que normalmente não teriam acesso ao capital ou ao networking necessário para escalar start-ups.

Um estudo recente conduzido por pela RateMyInvestor e pela DiversityVC, citado pela Business Insider, refere que apenas 1% dos fundadores de capital de risco são negros. Por outro lado, o BLCK VC, uma organização que procura apoiar investidores negros, refere que 81% das empresas de VC não têm um único investidor negro. O fundo de Jenkins quer também concentrar-se no empoderamento das mulheres negras.

Comentários