O crowdfunding enquanto fonte de financiamento e os aspetos legais que regulam esta atividade são dois dos temas que vão estar em debate no primeiro seminário conjunto da SRS Advogados e do Link To Leaders.

“Crowdfunding, meios alternativos de financiamento” é o mote do seminário que a SRS Advogados e o Link to Leaders vão realizar no próximo dia 6 de dezembro, em Lisboa.

Numa altura em que o recurso a meios de financiamento alternativos à banca tradicional é cada vez mais uma realidade no universo das start-ups, e não só, impõe-se trazer para a ribalta a análise do tema crowdfunding, nomeadamente o seu enquadramento regulatório, numa abordagem rigorosa dos seus desafios e oportunidades.

As “Modalidades de financiamento para start-ups”, com apresentação de Paulo Bandeira, sócio da SRS Advogados e responsável do Startup Lab by SRS; o “Regime de crowdfunding e regulação”, por Carlos Silva, da Seedrs, e Margarida Pacheco Amorim, da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM); e “Lending vs Equity Crowdfunding”, debatido por representantes da Seedrs, GoParity e Red Angels, são os temas em análise. A abertura dos trabalhos fica a cargo de Pedro Rebelo de Sousa, managing partner da SRS Advogados, e Leonor Pipa, diretora do Link To Leaders.

Como frisou Paulo Bandeira, responsável pelo projeto Startup Lab By SRS (a primeira incubadora de start-ups criada por uma sociedade de advogados), “este seminário pretende dar a conhecer o enquadramento legal destes meios alternativos de financiamento, abordar as oportunidades e identificar os principais erros de quem procura o crowdfunding”.

A diretora do Link To Leaders, Leonor Pipa, lembrou ainda que “o crowdfunding constitui cada vez mais uma importante fonte de financiamento. Só na Europa, excluindo o Reino Unido, foram levantados através desta fonte de financiamento 559 milhões de euros, em 2016, segundo dados da Statista. Em Portugal esta é também uma prática corrente. Por isso, este seminário pretende ajudar as pequenas empresas a tirar um maior partido desta fonte de financiamento que está em expansão e que está a ajudar os novos projetos a tornarem-se globais, reduzindo o seu risco de endividamento”.

O seminário realiza-se no dia 6 de dezembro, no Auditório da SRS Advogados, em Lisboa, e as inscrições podem ser efetuadas até dia 4.

Comentários