Esta semana, a rubrica “Spe Futuri, Investidores” esteve à conversa com João Arantes e Oliveira, fundador e partner da HCapital Partners, e Nuno Matos Sequeira, diretor da Solzaima. Veja o vídeo.

Na quarta sessão “Spe Futuri, Investidores” realizada hoje falou-se da forma como a Solzaima modernizou a sua oferta de soluções de aquecimento, de como está a preparar-se para a internacionalização, do papel do investidor na modernização do negócio e ainda de que forma a pandemia alterou a estratégia delineada para este ano.

A conversa, conduzida pelo empresário Ricardo Luz, teve como protagonistas João Arantes e Oliveira, fundador e partner da HCapital Partners, e Nuno Matos Sequeira, diretor da Solzaima. Passaram em revista as diferentes etapas de vida da empresa e do seu percurso de modernização, no qual o parceiro HCapital Partners tem tido um papel fundamental. Atentos à atualidade, os dois convidados mostraram-se atentos também à aceleração digital e ao impacto desta na vida e nos negócios.

Recorde-se que a primeira Conversa Spe Futuri, Investidores contou com a presença de António Murta, fundador e CEO da Pathena, e Renato Oliveira, fundador e CEO da eBankit, a segunda de João Brazão, CEO da Eureekka e business angel, e João Marques da Silva, CEO da CateringAssiste, e a terceira com Francisco Horta e Costa, managing director da CBRE, e Ricardo Santos, CEO da start-up Heptasense.

Veja algumas das mensagens-chave da conversa de hoje. Reveja o vídeo.

O que mudou com o Covid-19

“Tivemos de alterar uma série de medidas que alterou bastante o dia a dia da vida na empresa. Desde logo não aceitar mercadorias dos fornecedores sem que elas passem por uma quarentena. Não deixar entrar pessoas sem medir a febre, toda a gente ter de usar máscara, uma boa parte das pessoas em teletrabalho (…). Foi uma alteração radical da forma de funcionar” – Nuno Matos Sequeira

“Dentro desta confusão todo do Covid acabamos por ter alguma sorte, porque temos uma atividade muito sazonal e esta paragem apanha-nos numa zona de baixa sazonalidade. Somos uma empresa que vende aparelhos de aquecimento, produz e comercializa soluções de aquecimento a biomassa (…) e, portanto, vendemos muito no inverno e pouco no verão (…)” – Nuno Matos Sequeira

“Há uma componente que acho que [a pandemia]vai impactar muito que é a aceleração do digital. Se vínhamos a observar o digital a tomar conta de uma série de áreas, acho que vamos ter uma aceleração brutal do digital. Há uma série de coisas a que vamos nos habituar muito rapidamente e que levámos anos a dizer que era difícil (…)”  – Nuno Matos Sequeira

“Estamos a viver um tempo em que temos a noção do desconhecimento que temos da sociedade e do mundo, e por outro lado há uma série de tecnologia que está a convergir mundialmente. (..) isto vai moldar nos próximos anos a sociedade de uma forma brutal, mais do que este vírus (…)”  – Nuno Matos Sequeira

“Todas as situações de crise nos abrem novas perspetivas. Para mim esta é a terceira grande crise de que me recordo (…) todas as crises nos trazem oportunidades de ver o mundo de uma forma diferente” – João Arantes e Oliveira

“Nós temos de ser capazes, e eu estou nesta atividade há muitos anos, de gerir ao longo de toda a fase do ciclo macroeconómico. Eu não acho que seja bom, muitas vezes quando se diz que a economia está a ir muito bem, muito forte. Muitas vezes não são essas as melhores fases para se investir.  Também na altura em que estamos em crise não devemos entrar numa situação de nos sentirmos deprimidos ou de o deixar de fazer. Naturalmente temos de ponderar os riscos e tomar as decisões, de forma o mais informada possível” –  João Arantes e Oliveira

“Acho que estas crises e em particular esta crise do ponto de vista social dá-nos a todos um certo banho de humildade (…) acho que esse sinal é muito importante e que seja trazido também para dentro das organizações” – João Arantes e Oliveira

“Há uma oportunidade grande para mudarmos comportamentos e nos adaptarmos todos a um mundo mais solidário (..)” – João Arantes e Oliveira

“Hoje em dia temos meios como nunca tivemos para fazer fase a estas pandemias. (…) Temos melhor capacidade para lidar com isto do que tivemos no passado” – Nuno Matos Sequeira

“(….) Neste tempo remetemo-nos à nossa insignificância e às vezes nos esquecemos dela, mas a verdade é que somos todos muito pequeninos(…)” – Nuno Matos Sequeira.

Os investimentos da HCapital Partners

“Temos duas áreas de investimento. Uma mais madura, onde fazemos tipicamente operações de buy out e temos uma área mais emergente onde fazemos sobretudo operações de desenvolvimento. O caso da Solzaima cai no nosso primeiro fundo” – João Arantes e Oliveira

“Víamos claramente a oportunidade de uma empresa que tinha conseguido alargar significativamente e modernizar a sua gama de produto, víamos claramente essa oportunidade de fazer essa expansão fora de Portugal (…”) – João Arantes e Oliveira

“Na área de private equity há uma coisa muito importante que é saber investir e desinvestir ao longo do ciclo. As situações de crise trazem muitas vezes boas oportunidades quer do ponto de vista de novas dinâmicas, de novos setores, de novos modelos de negócio que, entretanto, se adaptaram (…) mas também do ponto de vista do pricing e da disponibilidade de recursos” –  João Arantes e Oliveira

A exportação, a modernização e a nova fábrica….

“Hoje em dia o nosso foco principal é a exportação, tivemos de preparar uma série de coisas na empresa para estarmos prontos para chegar a França, à Bélgica e sermos reconhecidos como um possível parceiro (…) – Nuno Matos Sequeira

“A imagem de Portugal no mundo também nos ajudou bastante. Hoje em dia, quando dizemos que somos portuguesas na Europa também nos olham de outra maneira, do que nos olhavam à seis ou sete anos (…)” – Nuno Matos Sequeira

Comentários