Deixar os clientes boquiabertos quando procuram um produto ou serviço pode ser o fator que o diferenciará da concorrência. Conheça algumas estratégias que podem potenciar o efeito surpresa.

“A nova realidade digital é um grande mercado onde todos competem para se fazer ouvir. Mas as pessoas só prestam atenção àquilo que lhes interessa ou que os entusiasma”. A explicação é de Virginia Cabrera, especialista internacional em Transformação Digital para PME’s, que incentiva as empresas a utilizarem o efeito UAU! para se diferenciarem, convertendo simples clientes em fãs incondicionais que compram com regularidade.

Mas o que deve uma empresa fazer para conseguir esse efeito? O espanhol Carlos Rabazo, gestor de Aceleração para a Transformação Digital de Grandes Contas da Telefónica, explicou ao El País que quando se trata de empresas de dimensões maiores, existem seis elementos fundamentais para alcançar uma oferta singular: a melhoria da experiência do utilizador, a tecnologia, os processos inovadores, a aplicação de modelos, os métodos simples de trabalho e a alteração de estratégias comerciais.

Para iniciar este processo de transformação, reforça, torna-se necessário desmistificar algumas crenças relacionadas com o uso da tecnologia: a segurança, o tempo de resposta e o custo. Atualmente, em Espanha, por exemplo, mais de 70% das grandes empresas já investiu em ferramentas digitais e na formação de empregados para adaptar os seus negócios à nova realidade, de acordo com um relatório publicado pela Dell e Intel.

O relatório España Empresa Digital, elaborado pela Comissão de Digitalização da Câmara de Comércio do país vizinho, salienta que, na sua abordagem ao mercado, as PME’s não atingem os níveis digitais dos próprios consumidores, sobretudo, em aspetos como capacidades básicas de relacionamento digital, comércio e faturação eletrónica. Na verdade, apenas 30% das empresas espanholas reconhecem que usam com frequência a tecnologia nas suas atividades comerciais.

Perante estes dados, Virginia Cabrera defende que a estratégia mais adequada para os pequenos negócios se destacarem é aplicar a única fórmula que funciona sempre: “agarrar o cliente”. Para isso, é necessário reforçar o apego emocional dos consumidores, refere aquela especialista. E acrescenta que para reinventar a atenção e o serviço com o objetivo de criar novas formas de seduzir o consumidor, a tecnologia é uma forte aliada, com soluções eficazes e acessíveis “até a empresas de pequena dimensão”.

Na prática, esta especialista espanhola salienta que as PME’s podem utilizar ferramentas digitais como facilitadores para conseguir o efeito UAU! Por exemplo, refere que existem propostas para aproveitar a capacidade da cloud para que nada falhe no serviço e otimizar a interação com os consumidores em espaços físicos via wi-fi. Assim, a atenção pode ser personalizada com ecrãs interativos e as relações com os clientes podem ser fortalecidas através de uma app própria, quer nos momentos anteriores quer nos que sucedem a transação comercial.

Comentários