Dúvidas quanto ao cumprimento do RGPD atrasaram o lançamento do Facebook Dating na Europa, inicialmente previsto para esta semana.

Em pleno funcionamento noutros continentes, o Facebook Dating, uma app que concorre com o conhecido Tinder, preparava-se para entrar no mercado europeu este ano, mas acaba de sofrer um revés na sua estratégia de lançamento. A aplicação de encontros foi adiada pelo facto das autoridades irlandesas estarem a investigar o tratamento dos dados de utilizadores.

A informação veio a público ontem e prende-se com o facto da sede europeia do Facebook estar situada na Irlanda, país que impõe restrições nesta matéria. Cabe por isso ao regulador irlandês assegurar que o Regulamento Geral Europeu sobre a Proteção de Dados (RGPD), adotado em 2018 pela UE, é cumprido. Aliás, a Comissão de Proteção de Dados Irlandesa (IDPC) anunciou ter procedido à revista dos escritórios daquela rede social em Dublin.

Em comunicado, o Facebook afirmou ser importante que o lançamento do Facebook Dating seja bem feito, razão pela qual o processo está a levar mais tempode forma a ter a certeza de que o produto estará pronto para o mercado europeu.

“Trabalhamos de forma consciente para criar fortes salvaguardas da privacidade e completar a avaliação sobre o impacto do processamento de dados antes do lançamento proposto na Europa”, esclareceu publicamente o porta-voz do Facebook.

No ano passado a aplicação de encontros do Facebook – que sugere novas amizades aos utilizadores registados com base numa série de critérios – começou a ser lançada no continente americano e no Sudeste Asiático, estando atualmente disponível em cerca de 20 países. A sua entrada na Europa estava prevista para este ano, contudo, fruto da investigação em curso não foi referido por quando tempo será adiada. Recorde-se que o RGPD prevê multas até 20 milhões de euros ou 4% da faturação mundial.

Comentários