Os fundadores europeus de start-ups têm mais possibilidades de financiamento do que nunca, sinal de um ecossistema forte e em crescimento. O Business Insider listou 32 investidores que qualquer empreendedor deve conhecer.

Conhecer e saber distinguir os diferentes investidores pode parecer uma missão assustadora para alguns fundadores. Nada que uma listagem de alguns dos investidores europeus mais interessantes e bem conceituados, no momento, não resolva.
O Business Insider deu uma ajuda neste processo ao reunir uma lista com os nomes dos que se destacaram nos últimos 12 meses pelas suas apostas bem-sucedidas, nomeados por colegas e fundadores .
A lista tem um forte pendor britânico pois os maiores fundos pan-europeus ou globais estão sediados em Londres. Eis alguns fundos de capital de risco europeus que todos os fundadores de start-ups de tecnologia devem conhecer.

1 – Suzanne Ashman Blair, partner da LocalGlobe
Suzanne Ashman Blair é sócia da LocalGlobe, um fundo de financiamento fundado por Robin e Saul Klein. Os Klein têm-se afastado um pouco da ribalta como os únicos rostos do seu fundo e abrem caminho para os novos talentos da empresa. Suzanne Ashman Blair é popular entre seus pares e apoiou a rede agrícola WeFarm e a empresa de segurança Tessian. Tal como os fundadores do fundo, Ashman Blair tem fortes ligações com o establishment político do Reino Unido: o seu sogro é o ex-primeiro ministro Tony Blair.
Local: Reino Unido

2 – Christoph Janz, VC da Point Nine
É sócio-gerente do Point Nine Capital, um fundo com sede em Berlim que tenta ser mais acessível às start-ups que o investidor tradicional. Este empreendedor, que se tornou investidor, tem tentado tornar o processo de captação de recursos mais transparente desde o início da Point Nine.
Local: Alemanha, mas investem mundialmente

3 – Luciana Lixandru, da Accel
Promovida a parceira da Accel em 2017 é uma das investidoras mais destacadas neste fundo. Apostou em start-ups de sucesso de software corporativo e de consumo, liderando os investimentos na empresa de entrega de comida Deliveroo e na empresa romena de software robótico UiPath.
Local: Reino Unido, investem em toda a Europa

4 – Klaus Hommels, o investidor instintivo que ganhou com o Spotify
Klaus Hommels é um dos maiores investidores de risco individuais na Europa, com um instinto surpreendente para descobrir os futuros sucessos de tecnologia de consumo. Apostou precocemente no Spotify, Facebook, King.com e Skype, algumas das maiores e mais bem-sucedidas empresas de tecnologia já criadas. Klaus Hommels transformou seu sucesso num fundo, o Lakestar, embora ainda não se saiba se os seus parceiros de fundos podem replicar este sucesso.
Local: Suíça, investe mundialmente

5 – Matt Clifford e Alice Bentinck, do Entrepreneur First
O Entrepreneur First é um acelerador de start-ups que aposta em indivíduos talentosos e não em empresas, promovendo a associação para criarem start-ups. O modelo passou inicialmente por recrutar jovens universitários, mas a base de potenciais fundadores cresceu. Os observadores dizem que o modelo é importante, pois cria um potencial de start-ups promissoras em fase inicial para empresas de capital de risco maiores.
Local: Sede no Reino Unido, com escritório na Europa e Ásia

6 – Siraj Khaliq partner da Atomico e especialista em IA
Siraj Khaliq é programador, ex-empreendedor, e especialista em tecnologia avançada da Atomico, e procura start-ups de inteligência artificial promissoras para serem apoiadas por este fundo europeu. A Atomico arrecadou 765 milhões de dólares (678,5 milhões de euros) para seu mais recente fundo, o que significa que tem potencial para empresas ambiciosas.
Local: Reino Unido, mais investe mundialmente

7 – Carolina Brochado, investidora no SoftBank Investment Advisers
Ex-partner na Atomico, a investidora passou depois para o SoftBank em novembro de 2018, o que reflete o forte interesse da empresa na contratação de VC experientes e conhecedores do cenário tecnológico europeu. A experiência de Carolina Brochado está principalmente no conhecimento dos mercados. Enquanto esteve na Atomico, promoveu o investimento na start-up de alimentos frescos Farmdrop, na empresa de logística OnTruck e no marketplace Fat Llama.
Local: Reino Unido, mas investe mundialmente

8 – Josh Bell, da Dwan Capital, um dos primeiros investidores da fintech iZettle
Josh Bell é partner principal do fundo de investimento early-stage Dawn Capital. Está focado principalmente em start-ups europeias e até agora apostou com sucesso na iZettle, na Mimecast e na Collibra. Este investidor liderou o financiamento da Dawn na iZettle, empresa que foi vendida ao PayPal no ano passado por 2,2 mil milhões de dólares (1,9 mil milhões de euros).
Local: Reino Unido, mas investe em toda a Europa

9 – Toby Coppel, da Mosaic Ventures, liderou o investimento da Yahoo no Alibaba
Toby Coppel é sócio da Mosaic Ventures, um fundo europeu que fez algumas apostas iniciais pouco comuns em start-ups blockchain, um setor onde os investidores europeus costumam ser cautelosos. No seu currículo estão diversas histórias emblemáticas como a liderança do investimento do Yahoo – mil milhões de dólares (886 milhões de euros) – na empresa no Alibaba. Este investidor está muito familiarizado com o atual cenário de start-ups e de capital de risco, e chega mesmo a ajudar os fundadores menos experientes que estão fora de seu portefólio.
Local: Reino Unido, mas investe em toda a Europa

10 – Harry Briggs da OMERS, o investidor britânico com capital canadiano
O investidor britânico Harry Briggs tem uma nova função na gestão do investimento de risco europeu da OMERS, um fundo de pensões do Canadá. Briggs e a sua equipa têm 300 milhões de euros à disposição e pretendem investir em áreas como saúde, finanças e mobilidade. O investidor teve experiências anteriores na  Balderton e na BGF, onde investiu no Revolut, na Magic Pony e na GoCardless.
Local: Reino Unido, mas investe em toda a Europa

A  lista é ainda composta por:

  1. Jean de La Rochebrochard, partner da Kima Ventures
  2. Reshma Sohoni, investidor e detetor de unicórnios da Seedcamp
  3. Hussain Kanji & Rob Kniaz, dupla de investidores de fases iniciais da Hoxton Ventures
  4. Simon Cook, VC na Draper Espirit
  5. Pär-Jörgen Pärson da Northzone, investidor externo do Spotify
  6. Ophelia Brown, financiadora de risco na Blossom Ventures
  7. Martin Mignot, investor da Index Ventures focado em start-ups de consumo
  8. Spencer Crawley, da Firstminute Capital
  9. Alex Kayyal, investidores corporativos em tecnologia empresarial na Salesforce Ventures
  10. Early Monzo, da Eileen Burbidge, apoiante e enviado especial do governo do Reino Unido para fintech
  11. Fredrik Cassel, general partner na Creandum
  12. Ciaran O’Leary, investidor na BlueYard
  13. Laurel Bowden, partner na 83North para prospecção de empresas europeias com alto potencial
  14. Rainer Maerkle, o investidor alemão da Holtzbrinck Ventures que apoiou HelloFresh
  15. Marie Ekeland, o rosto das start-ups francesas
  16. Jan Hammer, especialista em fintech na Index Ventures
  17. Nicolas Debock, investidor com pensamento alternativo na Idinvest
  18. Fleur Pellerin, fundador da Korelya Capital e antigo ministro francês
  19. Dan Lupu, da Earlybird, um dos primeiros investidores na start-up de software de robótica UiPath
  20. Leila Rastegar Zegna, da Kindred Capital
  21. Pawel Chudzinski, managing partner na Point Nine Capital
  22. Bernard Liautaud, da Balderton Capital
Comentários