A start-up portuguesa de software hospitalar está a disponibilizar desde hoje um curso prático de abordagem ao novo coronavírus.

A UpHill começou a disponibilizar hoje um curso prático, constituído por casos clínicos virtuais, de abordagem à Covid-19, dirigida a qualquer profissional da área da saúde. Podem aceder através do UpHill Simulate, uma plataforma de simulação clínica desenvolvida pela start-up, em regime de open source. O software facilita o acesso rápido e sistematizado aos protocolos de atuação clínica e à informação científica disponível, e permite testar as competências práticas na abordagem diagnóstica e terapêutica ao novo coronavírus.

Eduardo Freire Rodrigues, CEO da UpHill, explicou a propósito deste lançamento que a “simulação é uma metodologia educacional que, pela interatividade que lhe é intrínseca, permite melhorar o conhecimento e a performance clínica em treinos rápidos e, consequentemente, melhorar os níveis de confiança dos profissionais”. Por isso, acrescenta, “numa altura em que se exigem aos prestadores de cuidados respostas rápidas e certeiras, a simulação em diferido representa, uma janela de oportunidade para reduzir incertezas face a uma doença que é nova e aprender num ambiente seguro, realístico, previsível e sem risco, tanto para profissionais como para os doentes”.

Os casos clínicos para simulação foram desenvolvidos conjuntamente com a Luz Saúde Learning Health. A start-up junta-se também à Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública e à plataforma Evidentia Médica para, num esforço conjunto, disponibilizarem a melhor evidência sobre o novo coronavírus.⠀

A UpHill existe há quatro anos e foi criada por três médicos. Dedica-se ao desenvolvimento de software para gestão hospitalar e treino clínico, para aumentar o grau de eficácia dos cuidados de saúde. Ainda recentemente a start-up tinha anunciado, conjuntamente com a Nobox, a criação de Escape Room, um jogo desenhado para melhorar as competências médicas.

Comentários