Portugal recebe um novo unicórnio europeu. A fintech holandesa Mollie vai abrir um centro de desenvolvimento em Lisboa e quer recrutar 100 colaboradores até 2023.

A fintech holandesa Mollie anunciou a abertura do seu primeiro centro de desenvolvimento em Lisboa, com o objetivo de acelerar e expandir o desenvolvimento dos seus serviços.

O centro será coordenado por Diogo Antunes, Senior Engineering Manager na Mollie, que já definiu os objetivos de recrutamento. Até do final deste ano, a Mollie prevê contratar até 20 colaboradores, como engenheiros de software e gestores de produto. No próximo ano, espera aumentar a equipa para 60 membros, tendo como meta atingir mais de 100 colaboradores em 2023.

“Como portugueses, conhecemos as capacidades incríveis do talento em engenharia que emerge em Lisboa”, afirma Diogo Antunes que se revelou “muito entusiasmado por poder liderar o nosso novo centro de desenvolvimento e ajudar a Mollie a concretizar aquela que é a sua visão de se tornar o fornecedor de serviços de pagamento preferido do mundo”.

Também Marco dos Santos, CTO da Mollie, revela estar entusiasmado por vir para Portugal. “Acreditamos que Lisboa é uma base fantástica para instalar o nosso novo centro de desenvolvimento, tendo milhares de engenheiros de software e gestores de produto na região. A capital portuguesa tem um ecossistema de tecnologia muito forte e de rápido crescimento e uma diversidade de universidades de ciência e engenharia de referência a nível mundial. Acreditamos também que será uma boa oportunidade para expandir no mercado no futuro”, afirmou.

A Mollie trabalha com parceiros como a Klarna, o WooCommerce e outras agências web para fornecer os melhores produtos às pequenas e médias empresas. Conta ainda com clientes como a Gymshark, Lyskin e Sem Escamas.

Recentemente, levantou 665 milhões de euros na ronda série C, aumentando assim a sua valorização para 5,4 mil milhões de euros. A start-up pretende agora expandir o portefólio de produtos para a área dos serviços financeiros para PME.

Com sede em Amesterdão, a Mollie facilita o crescimento de empresas de todas as dimensões, ao utilizar diferentes métodos de pagamento. Nesta fase, tem mais de 120 mil clientes na Europa e o seu objetivo é tornar-se no PSP preferido dos consumidores em todo o mundo.

Comentários