Tem uma start-up e quer internacionalizar para Espanha, Itália, Angola, Brasil e EUA? O Meet The Leaders proporciona-lhe encontros com investidores desses mercados no dia 11 de novembro. As inscrições estão a terminar.

A 3ª edição do Meet The Leaders vai colocar frente a frente start-ups com business angels e venture capitalist não só de Portugal, como também de países como Espanha, Itália, Angola, Brasil e EUA durante o Portugal Exportador, que se realiza no dia 11 de novembro em formato híbrido. As inscrições estão abertas.

Através desta iniciativa, as start-ups, com pelo menos um ano de atividade, podem reunir-se com business angels e venture capitalists para terem um primeiro contacto com as especificidades dos países para os quais querem exportar.

Estão confirmadas as presenças dos business angels Maurizio Calcopietro, CEO do COREangels Atlantic, Eduardo Clemente, administrador executivo no Standard Bank Angola e fundador da Igniting Potential, Tim Vieira, CEO da Brave Generation Academy, Giuseppe Incarnato, CEO do I.G.I. Investimenti Group, Stewart Noakes, cofundador da Canopy Community, Francisco Lopes, cofundador da Link Agency, Daniel Ibri, CEO da Mindset, Santiago Salazar/Francisco Ferreira Pinto, da Bynd Venture Capital, Cíntia Mano, da Red Angels & Core Angels Atlantic, Isabel Neves, do Investors Portugal, e Pedro Lourenço, da Ideias Glaciares.

À semelhança das duas primeiras edições, o Meet The Leaders segue o formato de reuniões individuais – este ano serão realizadas em formato presencial ou virtual – entre investidores/BA e as start-ups inscritas, que devem escolher o mercado de internacionalização do seu interesse.

Esta é a terceira edição deste evento promovido pelo Link To Leaders em colaboração com o Portugal Exportador, um evento dedicado à exportação promovido anualmente pela Fundação AIP, pelo Novo Banco e pela AICEP.

primeira edição teve lugar em 2019 e foi dedicada aos mercados espanhol, alemão e angolano, concretamente à avaliação das potencialidades destes mercados para a internacionalização de start-ups nacionais.

No ano passado, com uma edição totalmente virtual, foram desafiadas a participar start-ups com projetos em domínios como atividades financeiras, agroalimentar, ambiente e energia, construção/imobiliário, saúde e bem-estar, smart cities ou turismo.

As start-ups interessadas em dar o salto para um destes países – Brasil, Espanha, Angola, Itália e EUA – podem fazer a sua inscrição no site da iniciativa.

Comentários