Criar uma start-up com fundos próprios poder ser uma escolha para alguns empreendedores, porém para impulsionar o negócio através de um modelo de crescimento acelerado é necessário capital adicional. Saiba como procurar a ajuda de um business angel.

Problemas de falta de capital ou crise de fluxo financeiro podem prejudicar a empresa face à produção, recrutamento ou expansão do negócio. Conseguir financiamento através de um empréstimo bancário tradicional sem garantia adequada é praticamente impossível. E mesmo que a perspectiva de obter um empréstimo seja boa, assumir uma dívida numa etapa inicial do negócio pode colocar uma sobrecarga elevada ao potencial crescimento.

Os business angels são uma dessas opções, já que são investidores que procuram oportunidades para financiar novos negócios. Ao contrário de um empréstimo, o financiamento de um business angel não acarreta nenhum compromisso de pagamento mensal ou mesmo a obrigação de reembolsar o capital investido em caso de insucesso do negócio.

Mas, nem tudo são rosas, Há sempre a possibilidade de perda do controlo sobre o negócio, já que o fundador fica apenas com a propriedade parcial do negócio. Muitas pequenas empresas e start-ups não saber como encontrar os busines angles e conquistar a sua confiança. Siga as dicas do site Yourstory.

Quem são os business angels?
Um investidor anjo é um particular com elevado património líquido que oferece apoio financeiro a pequenas empresas ou start-ups em troca de participação acionista. Os business angels focam-se em auxiliar as start-ups a crescer e não tanto nos lucros que a empresa obtém. Essa é a principal diferença fundamental entre investidores-anjos e os capitalistas de risco.

Qual o papel de um business angel?
Os business angels podem ter a mais variada experiência profissional. A maioria dos business angels são executivos experientes que trabalharam em grandes empresas, porém também podem ser médicos, advogados, financeiros, parceiros de negócios e até mesmo outros empresários.

Geralmente assumem um papel de mentor, visto que são apaixonados pelo negócio e querem ver a empresa crescer. Por isso, a sua orientação é muito útil para o crescimento da empresa. Considerando a mentoria e a orientação, o financiamento de um business angel é crucial para o ecossistema de start-ups.

O que procura um business angel num negócio?
Um busines angel está sempre à procura no negócio seguinte antes de investir. Por isso é importante que o empreendedor prepare bem a apresentação da star-up antes de iniciar o contacto com um business angel.

A visão dos fundadores e o seu empenho para com os clientes é uma força motriz para qualquer negócio. Um business angel procura uma equipa fundadora motivada, pois fundadores motivados têm a tenacidade e visão para os problemas e a estratégia para arrecadar fundos.

A tração e escalabilidade do negócio são também um incentivo para ganhar o interesse dos investidores para a organização. Ter um negócio escalável significa que a empresa tem potencial para multiplicar o projeto com um custo de investimento mínimo. Um exemplo de escalabilidade é, por exemplo, a criação de software: o investimento inicial para desenvolver o software é elevado, mas depois de desenvolvido pode ser reproduzido com um pequeno custo.

Os business angels também se interessam em garantir que o seu investimento é aplicado numa boa equipa de gestão. Se a equipa de gestão não for eficiente, dificilmente a ideia da start-up vingará. Os business angels gostam de interagir com a equipa e comprovar a sua qualidade.

A receita obtida pela start-up depende da dimensão do mercado alvo. Se o produto ou serviço é atrativo para um grande grupo de consumidores, os investidores certamente ficarão interessados em investir nessa ideia.

É importante que o fundador seja razoável e genuíno ao fazer as estimativas financeiras no plano de negócios. Neste sentido, é essencial fazer uma pesquisa adequada para obter uma estimativa  eas avaliações e deste modo não sobrevalorizar nem subvalorizar.

Os business  angels habitualmente são pacientes e estão dispostos a fazer investimentos a longo prazo. Embora muitas vezes o lucro não seja o principal motivo para investirem, estes financiadores esperam algum retorno. Por isso, os business angels terão uma estratégia de saída para colher os benefícios. A estratégia de saída mais comum é a venda de ações aos fundadores da empresa. Outro opção comum é vender a participação a compradores estratégicos. Há start-ups que tentam convencer os business angels a fazer uma oferta pública inicial.

Comentários