Esta semana, Stephan Morais, fundador e diretor-geral da Indico Capital Partners, e André Jordão, CEO da Barkyn, falam da relação que une investidor e start-up e forma como ambas encaram os desafios do momento.

A Indico Capital Partners nasceu oficialmente no ano passado, é um fundo de venture capital focado nas fases iniciais de start-ups tecnológicas. Já analisou mais de 1400 operações, já investiu 22 milhões e, no total, as suas empresas já angariaram 255 milhões.

A Barkyn é uma jovem start-up que desenvolveu uma plataforma de ecommerce com produtos para animais de estimação, concretamente alimentação personalizada e serviços de veterinária à distância, entre outros.

Une-as a relação de investidor e investida e nesta sessão Spe Futuri, Investidores juntamos os seus responsáveis para mais uma conversa moderada pelo empresário Ricardo Luz.

Stephan Morais, fundador e diretor-geral da Indico Capital Partners, e André Jordão, CEO da Barkyn, falam de questões relacionadas com o ecossistema nacional, de qual deve ser o papel de um investidor e a abordagem de uma start-up, do desafio que foi criar um fundo conjuntamente com a Google, e das potencialidades do talento nacional.

As sessões de conversas Spe Futuri, Investidores realizadas até agora estão disponíveis nas redes sociais do Link To Leaders (Facebook, YouTube e LinkedIn).

Veja o vídeo desta semana e leia os headlines:

“No total, para esse fundo, já analisamos mais de 1400 operações (…) e investimos em 10 (…). Investimos 22 milhões e as nossas empresas no total angariaram 255 milhões” – Stephan Morais

“A Google entrou em contacto connosco no fim do ano passado e comunicou-nos basicamente consideravam que o mercado português estava pronto para receber um acelerador da Google (…) e estavam à procura de parceiros para fazer um programa de aceleração” – Stephan Morais

“Para nós foi ótimo este contacto da Google. Aceitámos o desafio, candidatamo-nos, fomos selecionados e aqui estamos agora a lançar um novo fundo onde já temos investidores de todo o mundo que vão participar (…)” –Stephan Morais

“Os investidores certos colocam a empresa num ângulo que pode ser radicalmente diferente e que define muitas vezes (…) ou estarmos a sprintar na direção do sucesso ou contra uma parede (…)” – André Jordão

“É extremamente importante a gestão não só de fundraising em termos de timing e volume, mas especialmente com quem esse fundraising é feito., porque influencia bastante até o grau de ambição dos empreendedores (…)” – André Jordão

“Sei que aqui [Portugal ] conseguimos criar com  muita facilidade uma equipa com  muito forte, com grande know how, na nossa área especifica de ecommerce ainda mais porque temos um ecossistema muito forte (…) – André Jordão.

“(…) É surpreendente nós no espaço de dois anos termos conseguido analisar 1500 e tal oportunidades de investimento. Acho que isso era impossível aqui há cinco e obviamente há 10 anos (…) – Stephan Morais

“Tornou-se uma opção fazer a sua própria empresa em vez de procurar simplesmente emprego (…)  Há verdadeiramente dimensão no mercado neste momento (…)  nota-se um amadurecimento” – Stephan Morais

“(…) Estamos na direção certa. Às vezes pensamos que o ecossistema empreendedor é uma coisa muito importante em Portugal. Não é ainda (…). É uma parte da economia pequena (…) é importante perceber que estamos dentro de uma pequena bolha, que a nossa atividade é uma fatia muito pequenina, mas é uma fatia com muito potencial (…)” – Stephan Morais

“Estamos num ecossistema muito específico o Porto (..) e conseguimos ir buscar pessoas muito bem preparadas a grandes players de ecommerce” – André Jordão.

“Focamo-nos em talento sénior realmente experiente que não só saiba lidar com volume mas especialmente com a escala (..) a qualidade do talento é muito boa” – André Jordão

“(…) esses 60 a 70 % de português é igual à qualidade que vi na Alemanha. Pessoas muito sofisticadas, estruturadas, experientes, maduras, muito profissionais (..) para além do talento português conseguir ser estruturado mas criativo ao mesmo tempo (…)” – André Jordão

“(…) Temos ainda de trabalhar muito como ecossistema para ter uma posição mais cimentada e isso vai demorar muitos anos (…)” – Stephan Morais

“O mindset para empreendedorismo está a acelerar muito, porque há cinco sete ano era uma minoria muito pequena alguém que tentava criar a sua própria empresa em Portugal e (…) e agora já é uma alternativa que realmente equacionam o que é algo radicalmente diferente do que acontecia (…)” – André Jordão

“(…) Em geral, o dinheiro dos investidores é para defender o seu próprio portefólio e para continuar a apostar nas empresas que merecem sobreviver e progredir (…)” – Stephan Morais

Recorde todas as conversas Spe Futuri, Investidores:

António Murta, fundador e CEO da Pathena, e Renato Oliveira, fundador e CEO da eBankit.
João Brazão, CEO da Eureekka e business angel, e João Marques da Silva, CEO da CateringAssiste.
Francisco Horta e Costa, managing director da CBRE, e Ricardo Santos, CEO da start-up Heptasense.
João Arantes e Oliveira, fundador e partner da HCapital Partners, e Nuno Matos Sequeira, diretor da Solzaima.
Tim Vieira, CEO da Bravegeneration, e Pedro Lopes, fundador da Infinitebook.
Luís Manuel, diretor executivo da EDP Innovation, e Carlos Lei Santos, CEO e cofundador da HypeLabs.
António Miguel, fundador e CEO da MAZE, e Guilherme Guerra, fundador e CEO da Rnters.
João Amaro, Managing Partner da Inter-Risco, e Carlos Palhares, CEO da Mecwide.
Pedro Lourenço, administrador da Ideias Glaciares, e Pedro Almeida, fundador e CEO da MindProber.
Alexandre Santos, diretor de investimento na Sonae IM e cofundador da Bright Pixel, e João Aroso, cofundador e CEO da Advertio.
Francisco Ferreira Pinto, partner da Bynd Venture Capital, e Eduardo Freire Rodrigues, cofundador e CEO da UpHill.
Basílio Simões, business angel e fundador da Vega Ventures, e Gustavo Silva, cofundador e CMO da Homeit.
Manuel Tarré, presidente da Gelpeixe, e Nuno Melo, cofundador e sócio da Boost IT.
José Serra, fundador e managing partner da Olisipo Way, e Tocha Serra, Partner & Startup Spotter da Corpfolio.

Comentários