32 países e 80 cidades integram o HiEx COVID-19 Innovation Report, um ranking internacional de inovação contra a Covid-19. Portugal ocupa a 28.ª posição e Lisboa a 72.ª.

As ideias partilhadas no HiEx COVID-19 Innovation Report baseiam-se num esforço conjunto iniciado em março de 2020 para construir um mapa global abrangente que mostra as soluções criadas para enfrentar o desafio da Covid-19. Foram considerados projetos em diferentes categorias, como por exemplo potenciais vacinas, inovações de prevenção, diagnósticos, tratamentos, bolsas e adaptação do estilo de vida.

A análise envolveu um total de 32 países e 80 cidades. Portugal surge em 28.º lugar no ranking de países e Lisboa na 72.ª posição do ranking de cidades mais inovadoras no combate à pandemia.

Por cada um dos países listados, o HiEx COVID-19 Innovation Report identificou os projetos mais inovadores e no caso de Portugal o destaque foi para cinco “inovações notáveis”. A saber:
Project Open Air, de Lisboa, uma comunidade de profissionais que trabalha em dispositivos médicos que oferecem soluções rápidas e fáceis que podem ser reproduzidas e montadas localmente em todo o mundo;
MobiQueue, de Braga, um serviço remoto de gestão de filas para evitar aglomerações de pessoas e deslocações desnecessárias e assim combater a propagação do coronavírus;
Stay at Home, de Lisboa, um mapa ao vivo online que mostra quantas pessoas estão em casa, permitindo que os utilizadores indiquem as suas localizações;
TraceCOVID-19, do Porto, um software como um dispositivo médico sob a forma de uma app para identificar, isolar e monitorizar o Covid;
Tech4COVID-19, de Lisboa, uma plataforma para que pessoas em todo o mundo colaborem, angariem fundos e contribuam para a resolução de vários problemas causados pela Covid-19.

Cenário Internacional

O Top 3 do ranking dos países que lideraram a inovação contra a Covid-19 é ocupado pelos Estados Unidos, seguido de Israel e do Canadá. Já quanto às cidades inovadoras no combate ao coronavírus, São Francisco, Estados Unidos, ocupa o primeiro lugar na lista. Esta cidade é seguida por duas outras cidades norte-americanas: na segunda posição está Nova Iorque, onde dominam start-ups FinTech, e na terceira Boston, conhecida por ter boas start-ups relacionadas com a área da saúde.

Toronto, no Canadá, destaca-se no quarto lugar, revelando um desempenho no combate à Covid-19 acima do esperado, segundo o relatório. A primeira cidade europeia listada no ranking é inglesa: Londres ocupa a sexta posição.

Top 30 Cidades

A análise do ranking revela também que algumas das cidades que foram gravemente atingidas pela crise, como Nova Iorque, Milão, Paris, Londres, Pequim e Barcelona, ​​foram das apresentaram um maior desempenho, o que revela que mesmo em momento de crise ainda conseguem sobressair e inovar devido às necessidades que enfrentam.

Quanto ao ranking dos 20 principais países, verifica-se que países específicos da Europa, como Estónia, Suíça, Itália e Irlanda, apresentaram surpreendentemente um desempenho superior na inovação relacionada com a Covid.

O HiEx COVID-19 Innovation Report foi lançado em conjunto com o Health Innovation Index (HIEx) pelo UNAIDS e pela Agência de Inovações de Moscovo e outros parceiros globais de informações, como Crunchbase, Meetup e SEMrush.

Comentários