Ao travar uma guerra com a qual nenhum de nós tem experiência, precisamos de pensar na nossa própria responsabilidade. Porque não temos um roteiro para nos fornecer soluções, mas só a China como o único exemplo a seguir, devido a algumas semanas de infeção. Temos que começar a pensar logicamente em como esta situação sem precedentes afetará as nossas vidas hoje e, mais importante, amanhã.

Fase 1 – O foco imediato é evitar o pânico em massa entre a população em geral; decisões difíceis devem ser tomadas para limitar a propagação do vírus. Isto garantirá que os nossos serviços de saúde não sejam sobrecarregados. O governo precisa de comunicar claramente os passos iniciais a serem tomados, bem como os passos futuros que devem ser dados. Esta comunicação deve ser feita de maneira transparente e honesta. Estas medidas reduzirão as notícias falsas e aumentarão a confiança, motivando-nos a fazer parte da solução e não do problema. Precisamos de limitar imediatamente as viagens, colocar em quarentena os mais vulneráveis, os idosos e as crianças que são as mais eficientes na transmissão do vírus.

Fase 2 – Agora, para as difíceis decisões económicas. Economicamente, precisamos de planear etapas de encerramentos de negócios, mas essa será a mais dolorosa de todas as decisões sobre o novo Coronavírus, pois afetará todos nós. Precisamos de deixar que os trabalhadores escolham trabalhar em casa, se possível, e que simultaneamente fechem a maioria das empresas até termos certeza de que o vírus está sob controlo e o nosso sistema de saúde está estável. Obviamente, isso poderá arruinar muitas pequenas e médias empresas, que são o núcleo da nossa economia. Por esse motivo, esses encerramentos devem ser feitos com transparência e honestidade.

O governo terá que apoiar essas empresas através da obtenção rápida e efetiva de empréstimos sem juros, organizando um congelamento dos pagamentos de dívidas aos bancos, emitindo um congelamento de impostos e previdência social. Isso permitirá que as empresas cumpram as suas responsabilidades com fornecedores e salários aos trabalhadores. Caso contrário, corremos o risco de um colapso total e o colapso do nosso sistema económico. O governo também terá que garantir apoio financeiro a freelancers/trabalhadores independentes e garantir benefícios de desemprego aos necessitados.

As férias devem ser incentivadas a serem realizadas agora, em vez de serem em agosto, pois esperamos que possamos trabalhar novamente se lidarmos com este surto de maneira eficaz e imediata. Nas férias teremos de ficar em casa sob quarentena, mas afinal não é um privilégio passar tempo com a família?

Fase 3 – Quando o novo Coronavírus e as mortes por Coronavírus estiverem estáveis, devemos iniciar a economia, abrindo primeiro as empresas, cujo trabalho não se pode garantir em casa. Somente quando estivermos confiantes de que a situação está estável, devemos permitir viagens para regiões que estão numa situação semelhante, mas não pior que a nossa. Finalmente, uma vez que os números são controlados, devemos aliviar todas as restrições comerciais, mas manter as crianças e os idosos em quarentena pelo simples motivo de não aumentar as infeções e a taxa de mortalidade.

Fase final – O mundo nunca mais será o mesmo, mas devemos estar muito mais preparados para o próximo vírus que será, sem dúvida ,mais mortal que o novo Coronavírus. Estaremos melhor preparados para lidar com bloqueios, escola virtual, igreja virtual e até com o tempo para a família. Também teremos mais experiência em manter a calma, vivendo o dia a dia e lidando com o anormal.

Não lidamos com esse desafio inesperado sozinhos, mas num esforço conjunto entre pessoas, cidadãos e países. Finalmente, também entenderemos que precisamos de ajudar os menos afortunados, pois, s enão o fizermos, isso afetar-nos-á a todos nós negativamente. Agora está claro que é impossível sermos uma ilha, pois só ficaremos mais fortes juntos.

Não será fácil, pois teremos que permanecer positivos, se as pessoas que amamos morrerem ou perdermos os nossos empregos ou os planos que anteriormente tínhamos delineado. A fase final será ficológica, pois não podemos voltar ao que era antes. Teremos de usar essa experiência para melhorarmo-nos a nós mesmos e acreditar que podemos construir um futuro melhor. Tínhamos tanta divisão, tanto ódio, tanto egoísmo e nada disso nos deu o controlo que tanto desejávamos.

Superaremos este período, mas nunca esqueceremos que o amanhã depende das nossas decisões hoje. Tome as decisões corretas hoje, pois são como um vírus e afetam-nos a todos nós.

Esteja seguro, seja corajoso e “Be Brave”.

Versão do texto em inglês

Our future depends on us today

As we fight a war that none of us have any experience with, we need to think of our own responsibility. With no past road map to provide us with solutions and currently having China as the only example to follow due to them being a few weeks ahead in infections. We have to start thinking logically in how this unprecedented situation will impact our lives today and more importantly tomorrow.

Phase 1 – The immediate focus is to prevent mass panic amongst the general population, tough decisions have to be made to limit the spread of the virus. This will ensure that our healthcare services are not overwhelmed with patients. The Government needs to communicate clearly the initial steps to be taken, as well as the future steps that might have to be taken. This communication must be done in a transparent and honest manner. Doing so will reduce fake news and add confidence thereby motivating us to become part of the solution and not the problem. We need to immediately limit travel, quarantine our most vulnerable, the elderly and the children who are the most efficient at transmitting the virus.

Phase 2 – Now for the difficult economic decisions. Economically we need to plan steps of business closures but this will be the most painful of all Coronavirus decisions as it will affect us all. We need to allow workers to choose to work from home if possible and simultaneously close most businesses until we are confident that the virus is under control and our healthcare system is stable. This could obviously ruin many small and medium sized businesses which are the core to our economy. For this reason these closures need to be done with transparency and honesty.

Government will have to support these businesses by quickly and effectively obtaining interest free loans, arranging a freeze on debt payments to banks, issuing a freeze on taxes and social security. This will allow businesses to meet their responsibilities with suppliers and salaries to workers. Otherwise we risk a total meltdown and collapse of our economic system. Government will also have to ensure financial support to freelances/self employed people and secure unemployment benefits to those in need.

Holidays should be encouraged to be taken now instead of August as hopefully by then we could be working again if we handle this outbreak effectively and immediately. Holidays will have to be at home under self quarantine, but after all isn’t it a privilege to spend time with Family.

Phase 3 – Once Coronavirus infection and deaths are stable, we need to start up the economy by firstly opening businesses that are not able to work from home. Only once we are confident that the situation is stable should we open travel to regions that are in a similar but not worse situation to our own. Finally once numbers are controlled only then should we ease all business restrictions but keep children and the elderly quarantined for the simple reason of not increasing infections and death rates.

Final phase – The world will never be the same again but we should be a lot more prepared for the next virus coming which will be undoubtedly be deadlier than Coronavirus. We will be better prepared to deal with lockdowns, virtual school, virtual church and even family time. We will also have more experience on keeping calm, living day to day and dealing with the abnormal.

We have dealt with this unexpected challenge not alone but in a joint effort between people, citizens and countries. We will also finally understand that we need to help the less fortunate as this affect us all negatively if we don’t. It is now clear that it’s impossible to be an island, as we can only get stronger together.

It won’t be easy as we will have to stay positive after people we love have died or we have lost our jobs or the plans we previously had have fallen apart. The final phase will be phycological as we can’t just go back to how it was before. We will have to use this experience to improve ourselves and believe we can build a brighter future. We had so much division, so much hate, so much selfishness and none of this has given us the control we so much desired.

We will overcome this period but never forget that tomorrow depends on our decisions today. Make the right decisions today as they are just like a virus and affect us all.

Stay safe, Courageous and Brave.

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Tim Vieira é empresário em Angola desde 2001, país onde possui, juntamente com o seu sócio Nuno Traguedo, um dos mais relevantes grupos de Media – a Special Edition Holding –, que emprega mais de 500 colaboradores e detém algumas... Ler Mais