O fundo de investimento TechTree, dos CTT, participou na ronda de financiamento da insurtech Habit que angariou 5,2 milhões de euros.

O fundo de investimento TechTree, lançado pelos CTT para apoiar atividades de inovação nas pequenas e médias empresas e start-ups, participou na ronda de financiamento da Habit, uma insurtech baseada em Portugal que oferece uma solução unificada na área dos seguros.

Esta ronda de investimento da Habit, onde o fundo dos CTT participou através da sua gestora, a Iberis Capital, teve ainda a participação de mais três participantes e angariou 5,2 milhões de euros.

A Habit é uma plataforma com uma interface de programação de aplicações (API) de distribuição de seguros unificada e, uma tecnologia de orquestração que, independentemente da seguradora e do produto de seguro, fornece aos parceiros de distribuição controle total sobre o ciclo de vida da apólice, bem como reduz os esforços de IT, permitindo um rápido go-to-market.

A start-up vai agora promover a sua aceleração global, expandindo a sua capacidade e mantendo o crescimento na Europa e na América Latina. A operação de financiamento permitirá também reforçar a capacidade regulatória para explorar grandes negócios mundiais. O foco será o recrutamento de talento técnico, marketing e desenvolvimento de negócios para aumentar as vendas e acelerar o já rápido processo de integração do cliente.

Os CTT voltam, assima a reforçar a sua proximidade ao ecossistema nacional de start-ups. Esta é a terceira start-up em que o fundo TechTree aposta, depois de ter este ano investido na Kit-AR, na área de realidade aumentada (augmented work) para a produção industrial e na Sensefinity, na área da sensorização logística. A operacionalização e acompanhamento deste investimento e dos que surgirem no futuro será realizada pelo programa de interação com start-ups dos CTT, o 1520 StartuProgram.

Comentários