Os especialistas em blockchain serão os profissionais mais procurados no mundo este ano, segundo uma análise da plataforma profissional LinkedIn, que coloca esta competência pela primeira vez no topo da lista.

As capacidades de trabalho dos profissionais de blockchain estão a ser usadas em inúmeras áreas, tais como serviços financeiros, setor jurídico, energia, saúde, agricultura e até no retalho. Estes profissionais armazenam, validam, autorizam e movem dados pela internet, recorrendo a esta tecnologia.

Segundo uma análise recente da plataforma LinkedIn, é a primeira vez que a gestão de blockchain fica no topo da lista de competências mais procuradas.

O blockchain emergiu do mundo das sombras das criptomoedas para se tornar numa solução de negócios na procura de problemas. O que significa que não precisa de estar em serviços financeiros para procurar novas contratações que tenham experiência e experiência no uso do blockchain”, explicou Namrata Murlidhar, diretora de marketing do LinkedIn, LinkedIn, citada pela CNBC.

O LinkedIn mediu a procura por mão de obra, analisando os perfis dos seus utilizadores para determinar a frequência com que as pessoas eram contratadas, tendo em conta as suas capacidades.

Confira as 10 competências mais procuradas no mundo:

  1. Blockchain;
  2. Computação na nuvem;
  3. Raciocínio analítico;
  4. Inteligência artificial;
  5. Design UX (Experiência do utilizador);
  6. Análise comercial;
  7. Marketing;
  8. Vendas;
  9. Computação científica;
  10. Produção de vídeo.

Na área de “soft skills”, a criatividade lidera a lista, seguindo-se a persuasão, a colaboração, a adaptação e a inteligência emocional.

Comentários