A Amazon anunciou a criação do “Neighborhood Small Relief Fund”, um fundo com o valor de 5 milhões de dólares (4,65 milhões de euros), para apoiar financeiramente pequenas empresas locais que sofram durante o surto de coronavírus.

O fundo recentemente anunciado pela Amazon será direcionado para pequenas e médias empresas com menos de 50 funcionários ou menos de 7 milhões de dólares (6,51 milhões de euros) de receita anual e próximas das sedes da Amazon. As empresas que poderão aceder a este fundo devem habitualmente estar abertas ao público em geral e dependerem do tráfego diário de clientes.

A Amazon vai trabalhar com terceiros para gerir os pedidos de subsídios e distribuir os fundos. Os fundos destinam-se a ajudar as empresas na sua zona de influência a conseguirem reter e pagar aos funcionários, assim como apoiar o cumprimento do pagamento de custos fixos relacionados com as suas operações.

Esta é uma forma da gigante tecnológica assumir a responsabilidade social na sua área de influência. Devido à sua dimensão, quando a Amazon se estabeleceu em determinadas regiões, também outras pequenas empresas como restaurantes, cafés ou distribuidores alimentares, por exemplo, se estabeleceram nas suas imediações,. Por isso, e como nesta fase grande parte dos funcionários da Amazon estão em teletrabalho, as “economias” que habitualmente fornecem os trabalhadores da empresa vão ressentir-se.

A Amazon é uma das várias empresas de tecnologia internacionais que estão a prestar apoio financeiro aos afetados pelo surto. A Uber, a Salesforce, a Cisco, a Microsoft, a Lyft, a Square, o Twitter, o Facebook, a Google e a Apple são exemplos de outras organizações que assumiram o compromisso de apoiar outros trabalhadores e empresas afetados pela redução de pessoal dessas grandes tecnológicas.

A Google também doou 25 milhões de dólares (23,25 milhões de euros) em crédito para anúncios da OMS e agências governamentais. Para compensar o cancelamento do Google I/O, a empresa prometeu também o apoio de 1 milhão de dólares (930 mil euros) às organizações locais de Mountain View (local onde se realiza o evento) para apoiar pequenas empresas e aumentar as oportunidades na região.

Também a Microsoft e a Amazon, bem como outras empresas da área de Seattle, estão a associar-se a organizações sem fins lucrativos e entidades governamentais para lançar um fundo de ajuda em resposta ao surto. Anunciaram a intenção de reservar 1 milhão de dólares (930 mil euros) cada para este fundo.

Comentários