Cantora, atriz, compositora, Selena Gomez está envolvida na criação de uma empresa de saúde mental com a mãe. Chama-se WonderMind e o lançamento está previsto para 2022.

A abertura com que Selena Gomez sempre falou das suas lutas de saúde mental atraiu milhões de fãs e serviu de motivação para a criação de um negócio que promete ajudar os outros a valorizarem-se.

O projeto reúne Daniella Pierson, responsável pela The Newsette, Mandy Teefey, a produtora conhecida pelo programa da Netflix “13 Reasons Why” – e mãe de Selena Gomez – e a própria Selena Gomez.

A ideia começou a ganhar forma quando Daniella Pierson entrevistou a mãe da cantora para o seu projeto e quando esta lhe revelou o seu transtorno do déficit de atenção com hiperatividade e ansiedade, explicou o Entrepreneur. Na altura também Selena Gomez falou da forma como a imprensa a “atacou” quando revelou as suas dúvidas e falta de autoestima. Aos 29 anos, a cantora e atriz tem sofrido os efeitos, bons e maus, dos media e da tecnologia na saúde mental. Chegou inclusive a fechar as suas contas nas redes sociais. Com 269 milhões de seguidores no Instagram, a jovem é uma celebridade mundial, facto que muitas vezes eclipsou o ser humano que está no centro de tudo.

Também a própria entrevistadora Daniella Pierson revelou que sofria de Transtorno Obsessivo Compulsivo, facto que nunca tinha admitido publicamente com receio do estigma na comunidade hispânica onde vivia.

A partilha de experiências vai resultar, no início do próximo ano, no lançamento da WonderMind, uma empresa de media focada na saúde mental de uma forma nunca antes feita. Ou seja, num mercado em que predominam start-ups de saúde mental, repletas de aplicações de bem-estar e plataformas de terapia, a WonderMind quer combater um obstáculo arreigado na sociedade: o estigma.

De acordo com as fundadoras da WonderMind, citadas pelo Entrepreneur, o objetivo do projeto é normalizar a saúde mental, falar do problema de forma aberta. “Queríamos criar algo fora da caixa que realmente possa ajudar as pessoas”, afirmou Teefey, que lidera o conteúdo criativo da WonderMind. Assim, em vez de adotar um registo médico e pesado, os conteúdos deste projeto serão filtrado pelas lentes do estilo de vida e do entretenimento. O WonderMind será lançado com uma rede de podcast e artigos diários com dicas, estudos e entrevistas, no fundo com um conjunto de ferramentas inovadoras para a preparação mental. O projeto também irá gerar receitas através de parcerias corporativas e desenvolvimento de livros, ensaios e episódios de podcast ou séries de televisão.

Daniella Pierson, co-CEO, revelou que já têm grandes marcas interessadas em serem parceiras do projeto. “Estamos entusiasmados em construir um negócio lucrativo. Porque a melhor forma de garantir que a sociedade presta atenção a um problema é ganhar dinheiro com isso. É assim que os verdadeiros movimentos são feitos”, afirmou. Segundo o Entrepreneur, a WonderMind já levantou fundos iniciais de investidores estratégicos.

Recorde-se que em 2019, Selena Gomez também fundou uma empresa de cosméticos, a Rare Beauty, e que no ano passado anunciou que arrecadaria 100 milhões de dólares para serviços de saúde mental em comunidades carentes. “Depois que percebi o que estava a acontecer comigo, ganhei um senso de propósito”, afirmou. Com o passar dos anos, a cantora afirmou ter ganho confiança em si, confiança que quer trazer para a WonderMind.

Comentários