A start-up portuguesa foi a vencedora na categoria de Healthcare desta iniciativa europeia que reuniu três dezenas de  investidores.

Estão escolhidas as start-ups vencedoras do Southern European Stars 2020, uma iniciativa que tem como objetivo impulsionar os investimentos em start-ups e que reuniu perto de três dezenas investidores de capital de risco de Portugal, Espanha e Itália. Em causa estava a seleção das melhores start-ups nas categorias de B2B, B2C e Healthcare, do conjunto das mais de 200 candidatas que participaram no desafio.

Especializada no desenvolvimento de jogos de realidade virtual para o desenvolvimento cerebral, a Virtuleap foi a vencedora na categoria de Healthcare do Southern European Stars.

Já na categoria B2C a vencedora foi a espanhola Kotokan, responsável pela criação de um jogo para crianças dos 7 a 12 anos que ajuda a desenvolver as capacidades de resolução de problemas através de matemática. Em B2B, o prémio foi para a start-up italiana italiana KeyLess, que atua na área da cibersegurança e que desenvolveu uma plataforma mundial de autenticação biométrica e gestão de identidade pessoal.

O projeto Southern European Stars 2020 resultou da parceria entre a portuguesa Bright Pixel e as espanholas Samaipata e Kibo Ventures, que mobilizaram investidores do sul da Europa para uma sessão de pitchs online para start-up que quisesse divulgar o seu projeto.

Entre os jurados estiveram investidores como a Armilar Venture Partners, BiG Start Ventures, Bynd Venture Capital, Shilling Capital Partners, Faber Ventures, Indico Capital Partners, Sonae IM, Startup Lisboa, TechStars, Samaipata, Kibo Ventures, Adara Ventures, Caixa Capital Risc, Inveready, 360 Capital, United Ventures e as aceleradoras Plug and Play e Demium Startups, entre outros.

“O balanço do evento é muito positivo. Fomos ambiciosos no grupo de investidores que juntámos e isso refletiu-se no número de candidaturas de start-ups. Além disso, a qualidade e a maturidade destes projetos foi algo que nos impressionou. É, sem dúvida, prova de que este trabalho conjunto a nível europeu deve ser uma prática mais regular”, congratulou-se Marcos Azwvedo da equipa de investimento da Bright Pixel.

Além de ganharem 500 mil euros em serviços, as vencedoras recebem ainda até 10 mil euros por mês, durante um ano, em serviços cloud gratuitos, além de suporte técnico da IBM Cloud e AWS Activate, parceiros da iniciativa; crédito de publicidade numa das principais plataformas da área, com suporte de alguns especialistas em SEO/SEM; e três meses de espaço de escritório gratuito em Lisboa, cedido pela Bright Pixel.

Comentários