Se recebeu um convite para jantar em casa da sua chefia e está preocupado por ser um jantar formal e com regras que desconhece, não se preocupe. Esta crónica vai ajudá-lo a comportar-se de forma a ser considerado um convidado perfeito…

A primeira regra é a pontualidade. Se foi convidado para jantar às 20h30, deve chegar às 20h45 e nunca antes das 20h30 ou depois das 21h.

Se a porta tiver sido aberta por uma empregada, quando entrar na sala deve começar por falar a quem o convidou e só depois aos outros convidados. Deve levar uma caixa de chocolates, umas flores ou uma garrafa de vinho, que entregará ao chegar.

A dona da casa, tal como marido, deve levantar-se sempre que entra um novo convidado para o acolher e apresentar aos que o antecederam. Todos os homens se devem levantar sempre para cumprimentar, mas as outras senhoras só se levantam para cumprimentar senhoras mais velhas ou altas entidades

Passado o tempo dos aperitivos, quando a dona da casa informar que o jantar está pronto e que podem passar para a mesa, deve esperar que lhe indiquem onde se deve sentar. Cada convidado deve ajudar a senhora à sua direita a sentar-se, puxando a cadeira ligeiramente para trás. No fim, também deve fazer o mesmo gesto para a ajudar a levantar-se da mesa.

Não estranhe se ficar longe do seu cônjuge. À mesa não se sentam marido e mulher, nem lado a lado, nem frente a frente, a não ser os donos da casa. Esta regra de separar os casais na mesa de refeições, deriva de uma autointitulada “lei do descanso matrimonial” …

A primeira coisa que deve fazer quando se sentar à mesa é colocar o guardanapo no colo. O problema é saber qual é o seu guardanapo se este não estiver em cima do seu prato. O protocolo português em jantares oficiais coloca-o à esquerda, assim como o prato do pão. Se em relação ao prato do pão não existem dúvidas, já em relação ao guardanapo a doutrina divide-se.

Em muitas casas portuguesas, o guardanapo é colocado à direita do prato. Para a maioria das pessoas é mais fácil recolher o guardanapo com a mão direita e colocá-lo no colo do que com a esquerda. A regra protocolar “left is right, right is wrong” deve ter sido inventada por um chefe do protocolo inglês e canhoto…

Esta regra faz com que em muitos jantares oficiais se assista à cena do guardanapo desaparecido: um dos convidados não encontra o seu guardanapo até reparar que o convidado do lado esquerdo tem um guardanapo a mais por ter retirado o guardanapo errado. O meu conselho é que esteja atento e observe qual o guardanapo que a dona da casa coloca no colo para saber se o seu é o da esquerda ou o da direita. Mas se se enganar, não se preocupe, é sempre um quebra gelo comentar o que aconteceu sem lhe dar muita importância.

Não comece a comer mal seja servido. Deve esperar que a dona da casa comece a comer para poder pegar nos talheres. Em jantares pequenos, a dona da casa espera que todos estejam servidos para começar, mas, em jantares maiores, apenas espera que a maioria da mesa esteja servida.

Em certos círculos não se diz “Bom apetite” porque equivale a dizer “Ao ataque”. Se os donos da casa não o disserem, abstenha-se de o fazer.

Corte a comida em pedaços pequenos para poder falar sem ser com a boca cheia. Deve falar tanto com a pessoa sentada à sua direita como com a que está à sua esquerda (mesmo que uma seja muito mais interessante do que a outra). Uma vez fiquei sentada ao lado de um senhor muito tímido a quem só consegui extrair monossílabos e sorrisos, apesar de ter tentado lançar vários temas de conversa. No fim do jantar, o anfitrião disse-me que ele tinha gostado muito de falar comigo. Julgo que o que lhe agradou foi o facto de não se sentir excluído.

É a anfitriã que deve dar o sinal de que o jantar acabou, levantando-se e dizendo “vamos tomar o café na outra sala”. Terminada a refeição, o guardanapo é colocado, amachucado e sem dobrar, ao lado direito do prato.

Quando passar para a outra sala tente participar na conversa geral sem a monopolizar. Evite temas sensíveis para não ofender ninguém. Não seja nem a primeira nem a última pessoa a despedir-se.

No dia seguinte agradeça o jantar a quem o convidou, elogiando a comida, a decoração da casa e a companhia.

Como vê, não é difícil ser um convidado perfeito. Basta seguir estes conselhos baseados no bom senso, na boa educação e no bom gosto.

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Isabel Amaral é Presidente da Associação Portuguesa de Estudos de Protocolo desde 2005 e Investigadora do Instituto do Oriente (ISCSP-Universidade de Lisboa), desde 2013. É oradora internacional, empresária, coach executiva, docente em universidades portuguesas e estrangeiras, palestrante e conferencista, em... Ler Mais