Este mês lançámos o desafio à Azores CraftLab de eleger a start-up do mês. A escolhida foi a S87WOOD, fundada por Zsombi Keresztes que nasceu na Hungria, mas vive em São Miguel, nos Açores, há 9 anos. O artesão constrói utensílios de cozinha esculpidos à mão com a madeira que encontra nas praias.

Nasceu na Transilvânia, mas mora em São Miguel há cerca de 9 anos. É designer gráfico de formação, mas foi na infância, nos seus passeios com os pais pelas montanhas da Transilvânia, que ganhou o gosto por trabalhar e conhecer a madeira.

Desenha e faz utensílios de cozinha a partir de madeira flutuante que dá à costa ou de madeiras provenientes de espécies invasoras das ilhas dos Açores. Usa ferramentas manuais e procura respeitar a forma natural e o grão da madeira para que as suas peças se tornem únicas.

A S87WOOD está incubada na Azores CraftLab.

Nome da start-up: S87WOOD

Fundador: Zsombi Keresztes

Zsombi Keresztes Atividade: O escultor de madeira húngaro Zsombi Keresztes reside em São Miguel há 9 anos. É designer gráfico de formação e foi na infância, nos seus passeios pelas montanhas da Transilvânia, que aprendeu a esculpir e a conhecer a madeira, com o seu pai e o seu avô. Esculpe com um canivete desde que se lembra.

Desenha e faz utensílios de cozinha a partir de madeira flutuante que dá à costa ou de madeiras provenientes de espécies invasoras das ilhas dos Açores. O seu objetivo é criar utensílios práticos e confortáveis, mas esteticamente interessantes.

Porque merece destaque: As peças da marca S87WOOD são criadas para um público que valoriza o trabalho manual envolvido na criação dos objetos, admira as suas formas bem desenhadas e aprecia a sua componente utilitária e sustentável, explica o artesão, referindo que “o upcycling da madeira é fundamental neste projeto”.

Utilizando técnicas milenares de sloyd e escultura, Keresztes recicla madeira flutuante que recolhe na costa e transforma-a em utensílios de design exclusivo. Sendo um apaixonado pelo oceano, orgulha-se por poder limpar as suas margens, transformando os detritos da praia em objetos úteis. Um dos grandes desafios com que se depara ao trabalhar com madeira flutuante é a maior dificuldade em identificar o tipo de madeira com base apenas na sua estrutura, peso e cheiro. Para o artesão, o toque e o cheiro da madeira nunca se tornam enfadonhos e gosta de saber que um objeto que fez com talhadeiras e grosas será usado por muitos anos na cozinha de quem o adquiriu.

Outra informação relevante:  A S87WOOD integra, desde outubro de 2019, a Azores CraftLab, incubadora criada pelo Governo dos Açores, através do Centro de Artesanato e Design, para apoiar projetos e ideias de negócio na área das artes e ofícios artesanais. Em 2021, Zsombi Keresztes foi convidado para fazer parte do Homo Faber Guide, uma plataforma digital com a assinatura da Fundação Michelangelo que divulga mestres artesãos de toda a Europa.

Comentários