A Casa do Impacto é um dos Official Nominators que vai participar no processo de nomeações da segunda edição do The Earthshot Prize. As candidaturas estão abertas até 20 de fevereiro no site do hub de empreendedorismo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A Casa do Impacto, hub de empreendedorismo social e ambiental da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, é um dos 200 Official Nominators mundiais que vai participar no processo de nomeações para o The Earthshot Prize, prémio fundado pelo Príncipe William, a Fundação Real do Duque e a Duquesa de Cambridge.

Em jogo estão 5 milhões de libras (cerca de 6 milhões de euros) para soluções que respondam a cinco objetivos ambientais definidos (os “Earthshots”) e que estão alinhados com os 17 Objetivos para o desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Os desafios a concurso são: “Proteger e Restaurar a Natureza”; “Limpar o Ar que Respiramos”; “Recuperar os Oceanos”; “Construir um Mundo sem Resíduos” e “Resgatar o Clima. Cada um dos “Earthshots” tem 1 milhão de libras para o vencedor da categoria.

Enquanto Official Nominator, a Casa do Impacto integra um grupo de mais de 200 organizações de todo o mundo, convidadas a enviar nomeações para as cinco categorias do prémio. “O hub português foi selecionado pela sua capacidade de identificar as soluções mais impactantes em todas as áreas e setores e por ser um espaço de convergência de inúmeras entidades públicas e privadas”, explica a Casa do Impacto em comunicado.

As soluções candidatas devem já ter testado a sua solução em campo ou com público-alvo e estar num “ponto de viragem” para escalar o seu impacto nos próximos cinco anos. Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, esclarece que procuram “(…) indivíduos, comunidades, empresas e organizações cujas soluções inovadoras promovam o alcance dos cinco Earthshots – categorias formuladas de forma simples, mas ambiciosas que, se alcançadas até 2030, irão melhorar a vida de todos nós e assegurar um futuro sustentável para as próximas gerações”.

Após terminarem as candidaturas, a Casa do Impacto irá selecionar as soluções que passam à fase da nomeação. As soluções ainda terão de passar por um rigoroso processo de avaliação pela organização do prémio, que culminará na seleção dos cinco vencedores no último trimestre do ano, numa cerimónia a acontecer nos Estados Unidos da América, no último trimestre de 2022.

Através deste processo, tanto os finalistas como os vencedores têm a possibilidade de aceder a uma plataforma para ampliar o seu trabalho, bem como apoio personalizado pelo The Earthshot Prize e a sua rede de ONG, empresas, governos, financiadores e mentores especializados. Os cinco vencedores também recebem um prémio de um milhão de libras para escalar o seu negócio.

Esta é a segunda edição do The Earthshot Prize. Na primeira edição, que aconteceu em Outubro de 2021, em Londre, foram nomeadas 750 soluções e os vencedores foram a República da Costa Rica, a Cidade de Milão, e os projetos Takachar, Coral Vita e Aem Electrolyser.

As candidaturas para a segunda edição estão abertas até ao dia 20 de fevereiro no site da Casa do Impacto.

Comentários