Empresas da indústria aeronáutica a recrutar, conferências da NASA e da Agência Espacial Europeia e acrobacias. Conheça o Portugal Air Summit, o evento que quer tomar de assalto Ponte de Sor no final de maio.

Se passar por Ponte de Sor entre o final de maio e o início de junho, não estranhe ver aviões a fazer acrobacias. Este é o chamariz para a terceira edição do Portugal Air Summit, um evento dedicado à indústria aeronáutica que vai decorrer naquela cidade alentejana entre os dias 30 de maio e 2 de junho.

O projeto nasceu da ideia de Nuno Molarinho, piloto da TAP. Num esforço conjunto com o Município de Ponte de Sor, que necessitava de desenvolver um pólo industrial ligado ao setor aeroespacial no seu aeródromo, foi criado o maior cluster aeronáutico nacional. O evento, que é de entrada gratuita, junta a parte lúdica de uma corrida de aviões – a Air Race Championship –, destinada a aficionados e curiosos, aos negócios para profissionais do setor e eventuais aspirantes a trabalhadores nesta área.

Powering Human Capital

O Portugal Air Summit promete trazer mais de 150 organizações até ao Alentejo. Como adiantou o fundador da iniciativa ao Link To Leaders, “vão estar presentes quase todas as empresas nacionais”.

Esta é, portanto, uma oportunidade para quem se quer informar sobre o que setor tem para oferecer – até porque “Powering Human Capital” é o tema central deste ano. Com isto em mente, Nuno Molarinho explica que o evento vai servir “muito para recrutamento”. Os participantes vão poder contar com iniciativas de formação, informação sobre a empregabilidade neste mercado e as oportunidades que existem a curto-prazo, no âmbito nacional, e a longo-prazo, num campo de ação internacional.

Apesar do foco ser nacional, não é só de empresas portuguesas que se faz o evento. A partir do momento em que o projeto foi crescendo, começou a estar presente nas agendas internacionais. Com isto, explica o fundador, “atraímos muitos investidores e muita gente que vem de fora para participar na summit. Não só para falarem enquanto keynote speakers, mas também para conhecerem as empresas portuguesas”, pelo que esta pode ser uma oportunidade de networking para as organizações nacionais – que, na sua maioria, operam globalmente e pouco vendem para o mercado doméstico.

Prova da recetividade do tema deste ano é a Portugal Air Summit Universidades (PAS U), uma iniciativa que pretende levar aos estudantes de universidades e politécnicos a informação necessária sobre as carreiras disponíveis, empregabilidade e formação pessoal, assim como as soft skills e qualificações que um profissional do setor deverá possuir. A ideia, segundo Nuno Molarinho, é mostrar ao melhor talento português que é possível trabalhar em grandes empresas sediadas em território nacional.

Tal como em muitas outros domínios empresariais, Nuno Molarinho refere que também na indústria aeronáutica existem cada vez mais empresas a olhar para o território luso com o objetivo de alocarem cá parte das suas operações. Isto porque, de acordo com o líder da Portugal Air Summit, “produzimos muita e boa massa crítica em termos de recursos humanos”. E, acrescenta, “somos um país extremamente atrativo do ponto de vista dos impostos, de estabilidade política e socioeconómica e temos uma baixa criminalidade”.

NASA e Agência Espacial Europeia no Portugal Air Summit

Outra demonstração da internacionalização do evento é o facto da NASA e da ESA (Agência Espacial Europeia) terem as suas próprias conferências a decorrer dentro do Portugal Air Summit. A acrescentar a estas encontram-se outras iniciativas, como a LusoAvia, que reúne a indústria de todos os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa num único fórum.

Portugal Air Summit

Para além das acrobacias e stands com informação sobre a empregabilidade, o Portugal Air Summit vai ter várias conferências.

Air Race Championship

Para quem não faz parte deste setor de atividade, mas gosta de aviões, há outro interesse: a Air Race Championship. As acrobacias prometem, tal como no ano passado, atrair mais de 30 mil pessoas para assistirem às provas de pilotos de elite. Os espetadores vão poder ver oito aviões de corrida atingir velocidades superiores a 400 quilómetros por hora em mais de 80 espetáculos e atuações paralelas.

Portugal Air Summit

A organização espera mais de 30 mil espetadores durante os espetáculos de acrobacias.

Para o ano, a competição, que começou em Cascais, em 2014, vai rumar para território internacional. “Este ano vamos ter os últimos dois showcases que vão acontecer em Portugal, um em Ponte de Sor e outro em Viseu. A partir daí o evento vai correr para a Europa” explicou Nuno Molarinho.

O Portugal Air Summit vai decorrer entre os dias 30 de maio e 2 de junho em Ponte de Sor, no Alentejo. As entradas são gratuitas e esperam-se mais de 150 oradores e 50 mil visitantes.

Comentários

Sobre o autor

Avatar