A plataforma digital de colecionáveis de futebol Sorare acaba de receber financiamento de Série A no valor de 40 milhões de euros liderado pela Benchmark. Falámos com Nicolas Julia, CEO da start-up, sobre os planos para a aplicação deste capital,  dos projetos para o futuro da comunidade e da estratégia de expansão.

Imagine um mercado global de transferências, em que os jogadores têm de abrir pacotes de “cromos” à procura das estrelas raras. Agora imagine que os atletas são adquiridos com a criptomoeda Ethereum. Com o jogo Fantasy Football Global da Sorare, que é regulado pela tecnologia blockchain, é possível.

A Sorare acaba de receber 40 milhões de euros de financiamento de Série A, liderado pela Benchmark, com investimento adicional da Accel e de novos business angels, como o cofundador da Coinbase, Fred Ehrsam, o CEO Gary Vaynerchuck e o avançado do FC Barcelona, Antoine Griezmann.

Esta injeção de capital aumenta, assim, o financiamento total da Sorare para 60 milhões de dólares (49 milhões de euros). Ao Link To Leaders, o CEO da start-up Nicolas Julia revela que o financiamento que acabam de receber será aplicado para fomentar o crescimento desta comunidade, acelerar a contratação de uma equipa de categoria mundial e lançar uma aplicação móvel.

A plataforma conta já com mais de 120 clubes em todo o mundo, incluindo três portugueses: FC Porto, SL Benfica e Sporting Clube Portugal; e com grandes nomes do futebol português, tais como Cristiano Ronaldo, João Mário e João Félix.

Como nasceu este jogo de fantasy football de blockchain?
Antes de ser empresário, era fã de futebol. Para mim, tudo começou em 1998, quando a França ganhou a Copa do Mundo. Foi quando completei o meu primeiro álbum de autocolantes com Zidane e Ronaldo. Isso fez-me sentir mais perto da minha paixão, mais perto do jogo e mais perto dos meus amigos. Colecionar cria conexão.

O que é a Sorare, exatamente?
Sorare está a liderar a nova era de fãs de futebol online, onde os fãs podem viver momentos de futebol e conexões verdadeiras como nunca antes. Estamos a fazê-lo ao criar a primeira experiência colecionável de futebol digital, onde os fãs podem comprar, vender e negociar gratuitamente colecionáveis de jogadores de futebol de edição limitada.

Sorare irá emitir apenas uma carta única, 10 cartas super raras e 100 cartas raras para cada jogador licenciado por temporada. Se olhar para o Bruno Fernandes no Sorare, verá quantos cartões foram emitidos até agora. O blockchain protege a paixão dos fãs e cria um novo nível de confiança e liberdade para os jogadores que podem negociar livremente os seus ativos pela Internet. Mais importante, esses cartões têm valor não apenas como itens colecionáveis, mas também como itens no jogo.

O fantasy football americano de Sorare é único de três maneiras: É uma experiência global de fantasy football (pode jogar Vlasic com o Ronaldo e Neymar, apesar de eles estarem em ligas diferentes); É um jogo de fantasy football de cinco para cada lado e pode ganhar recompensas (há novos cartões e mais de 36 ETH para ganhar duas vezes por semana).

Mais importante, as cartas Sorare são o que torna o jogo único. Como estes cartões são ativos de blockchain, têm superpoderes. Um deles é a capacidade de ser interoperável com outra plataforma que suporte NFTs, como OpenSea, Rarible e outros jogos também.

“Temos utilizadores ativos em mais de 130 países, mas o nosso principal mercado hoje é a Europa e os EUA. Com esta nova angariação de fundos, pretendemos expandir ainda mais os EUA e a Ásia”.

Em que países está disponível o jogo de fantasy football da Sorare?
Sorare está disponível em todo o mundo. Temos utilizadores ativos em mais de 130 países, mas o nosso principal mercado hoje é a Europa e os EUA. Com esta nova angariação de fundos, pretendemos expandir ainda mais os EUA e a Ásia.

O campeão da Premier League Liverpool FC anunciou em janeiro uma colaboração com Sorare. O que significa esta parceria?
Mais de 120 clubes de futebol lançaram os seus cartões digitais no Sorare, com todos os campeões europeus a participar ativamente do crescimento do jogo. Parcerias com Liverpool, Paris Saint-Germain, Bayern Munich, Real Madrid e Juventus tornam a Sorare a primeira plataforma digital colecionável a oferecer cartões dos cinco principais campeões da liga da Europa. Mais importante, ter clubes como o Liverpool a inscreverem-se mostra a novos utilizadores em potencial e novos clubes e ligas que a Sorare veio para ficar por um longo prazo e que podem confiar em nós.

Com a integração do Liverpool, agora temos muito mais jogadores do Reino Unido na Sorare. O mesmo aconteceu em Portugal quando alistámos o Porto, o Benfica e o Sporting.

Quão difícil tem sido atrair clubes de futebol para todo este novo tipo de conceito e tecnologia?
Os momentos mais difíceis para atrair clubes de futebol foi no início, quando ainda não tínhamos nenhum clube ou produto. Mas, como agora temos os melhores clubes do mundo, é mais fácil ter essa discussão com clubes diferentes. Construir uma presença na Sorare oferece aos clubes de futebol uma exposição a um público global de jogadores e um novo fluxo de receita. Licenciar a sua marca de futebol em cartões digitais não existia antes de Sorare. Temos utilizadores de mais de 130 países e muitos clubes querem desenvolver a sua marca, eles veem a Sorare como uma nova forma de media onde podem envolver a população jovem de jogos com a sua marca.

Como é divulgado o jogo para atrair novos utilizadores?
Hoje, o nosso crescimento é 100% orgânico. Não fazemos publicidade, na maioria das vezes recebemos pessoas porque ouviram falar de nós através de amigos, de jogadores de futebol (Piqué, Griezmann, Schurrle), de clubes de futebol. Estamos apenas no início!

Que dificuldades encontrou no lançamento deste projeto inovador e em particular em Portugal?
Não encontrámos muitos problemas em Portugal. Eu diria que um dos desafios da Sorare é construir um produto global, ou seja, ter um produto em diferentes idiomas, com diferentes comunidades, todas em interação com o mesmo jogo. Estamos a construir uma comunidade global de fãs, que querem ser donos do jogo que amam o futebol.

“Por enquanto, teremos apenas um escritório em Paris, mas podemos abrir novos escritórios em 2022, dependendo da necessidade e do talento que pudermos encontrar noutro local”.

Acabam de receber um investimento da Benchmark. Qual é o seu objetivo com o investimento?
O capital será utilizado para fomentar o crescimento da comunidade, acelerar a contratação de uma equipa de classe mundial e lançar uma app mobile. Iremos contratar engenheiros de software e developers móveis e um líder de produto com experiência em jogos. Planeamos triplicar a equipa antes do final do ano, aumentando para cerca de 30 funcionários no nosso escritório em Paris. Por enquanto, teremos apenas um escritório em Paris, mas podemos abrir novos escritórios em 2022, dependendo da necessidade e do talento que pudermos encontrar noutro local.

Quais foram os maiores desafios neste processo de obtenção de investimento?
Tivemos a sorte de obter este investimento muito rapidamente porque o crescimento da plataforma foi muito forte. Tínhamos muitos fundos interessados e decidimos ir com a Benchmark devido à sua grande experiência na construção de negócios de consumo como Twitter, Snapchat e Discord.

Como foi negociar com business angels?
Correu bem, temos grandes business angels, como Gary Vaynerchuck, Alexis Ohanian, Antoine Griezmann, Rio Ferdinand, etc. A parte mais difícil é conseguir a introdução certa para falar com estas pessoas, mas quando estiver a falar com eles, eles podem rapidamente ver e entender a nossa visão caso gostem de futebol e cartões colecionáveis.

Estão a procurar integrar mais modos de jogo em Sorare?
Queremos tornar-nos no jogo do jogo, permitindo que os torcedores expressem o seu sentimento de fã e paixão de maneiras que eram inimagináveis apenas há um ano atrás. Começámos com o futebol, o desporto mais popular do mundo. Por enquanto, vamo-nos concentrar no futebol. São 4 mil milhões de fãs de futebol em todo o mundo. Sentimos que a oportunidade é enorme para construir a plataforma digital colecionável de futebol mais atraente que existe, com ótimos jogos ao seu redor.

Que conselho daria a um empreendedor que gostaria de embarcar num projeto semelhante?
A mais alta qualidade para um empreendedor é determinação e perseverança. Nunca aceite um não como resposta e continue na construção da sua visão diante das adversidades.

Se pudesse, o que teria feito diferente na estratégia do jogo?
Teríamos construído um processo de integração melhor desde o início. Acabámos de mudá-lo recentemente e agora temos resultados muito melhores!

“Acelerar a contratação de uma equipa de classe mundial, integrar as 20 principais ligas de futebol do mundo e lançar uma app móvel são os objetivos para este ano”.

Quais são as próximas etapas para Sorare em 2021?
Acelerar a contratação de uma equipa de classe mundial, integrar as 20 principais ligas de futebol do mundo e lançar uma app móvel são os objetivos para este ano.

Respostas curtas:
O maior risco:
construir um negócio em blockchain, alto risco, alto recompensa
O grande erro: não tornar a experiência simples o suficiente no início.
A melhor ideia: ter cartões que pode usar como quiser, onde quiser.
A lição mais importante: nunca aceite um não como resposta, demorámos alguns meses antes de obter os nossos primeiros clubes e ligas.
A maior conquista: contratação dos cinco melhores clubes europeus: Liverpool, Real Madrid, Bayern de Munique, Juventus, Paris Saint-Germain.

Comentários