Faz agora em março um ano desde o início das restrições na economia devido à pandemia, esta “maratona maldita” implicou e continua a implicar que o mundo empresarial aumente a sua agilidade de ação.

Muitas empresas estão a mudar os seus modelos de negócio para se adaptarem à medida que operam num ambiente económico volátil e um cenário muito incerto nos próximos meses. Para impulsionar a verdadeira transformação, é necessário que as empresas se concentrem nos seus recursos humanos e no acesso à tecnologia.

Na ADP fizemos um grande estudo das grandes tendências de trabalho para 2021, e continuo a partilhar convosco algumas ideias que saíram desse estudo feito em 25 países, incluindo Portugal. Além da tendência sobre o foco na resiliência do colaborador que referi no artigo anterior, há outras três tendências a destacar:

Impulsão pela diversidade

A ADP projeta que os colaboradores cada vez mais procuram uma ação forte dos empregadores para promover a diversidade, equidade e inclusão (DEI) na força de trabalho e continuarão a prestar atenção à cultura e à responsabilidade social. Em resposta, as empresas recorrerão aos seus parceiros de gestão de capital humano para ajudá-los a identificar oportunidades e estabelecer um plano de progresso e transparência contínua.

Principais conclusões:
Nos últimos 12 meses, e em diversos países, os empregadores procuraram informações sobre os dados demográficos raciais e culturais da sua força de trabalho, um aumento de 74% nas pesquisas. Os empregadores aumentaram as pesquisas por dados demográficos baseados em género em 42%.

Com maior transparência de dados, vem a responsabilidade. Exemplo, no site DiversityInc.com é comprovado o aumento no número de empresas que buscam colaboradores para preencher as lacunas de diversidade na força de trabalho. Houve um aumento notável nas buscas de consultoria em DEI, suporte de conteúdos suportes de formação.

Flexibilidade no trabalho inevitável

A mudança drástica para formalizar o trabalho remoto cresce de uma forma sustentada à medida que a força de trabalho moderna avança e procura cada vez mais soluções dinâmicas para a apoiar.

Principais conclusões
No estudo recente do ADP Research Institute confirma-se que 44% dos empregadores implementaram políticas oficiais de trabalho flexível, contra 24% antes da pandemia. Na verdade, o estudo revelou que a maioria dos trabalhadores (65%) está otimista quanto à flexibilidade de oportunidades que terão no futuro.
Os dados da ADP mostram que as solicitações dos empregadores por orientação sobre trabalho flexível e opções sobre os benefícios totais aumentaram 116% ano após ano.

Destaque para a conformidade

À medida que o ambiente regulatório se torna mais complexo e novas mudanças legislativas são introduzidas, as empresas buscarão maneiras de agilizar as tarefas relacionadas com a conformidade para aliviar a carga sobre as equipas RH, e procurarão fazer evoluir essa tendência a toda a empresa.

Principais conclusões:
Nos primeiros meses da pandemia, a ADP analisou mais de 2.000 atualizações legislativas associadas à Covid-19 em todo o mundo para fornecer às empresas a orientação de que precisavam para navegar pela conformidade e encontrar a ajuda essencial.

Ao pesquisar empresas com mais de 1.000 trabalhadores, a ADP descobriu que 68% disseram que precisavam de orientação sobre programas de ajuda do governo, incluindo assistência monetária direta, empréstimos comerciais a juros baixos, assistência no lay-off e redução e diferimento de impostos.

Fazendo recurso a este mesmo estudo, as buscas de empresas por orientação sobre questões de conformidade aumentaram 1.500% neste último ano.

Agilidade é necessária, “surfar a vaga” em vez de temer a onda, energia necessária para todas estas mudanças drásticas que a atual crise nos empurra a não ignorar.

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Licenciado pelo ISEG em Gestão, em 1994, Carlos Carvalho começou a carreira nos escritórios da KPMG em Lisboa. Após um ano como auditor financeiro na KPMG, coordenou a equipa de desenvolvimento comercial B2B da empresa espanhola FAGOR Eletrodomésticos, onde desenvolveu... Ler Mais