Hackathon 100% colaborativo será organizado pela Santa Casa de Lisboa em formato digital entre final de março e final de abril. Procuram-se estudantes, recém licenciados, membros das comunidades alumni e colaboradores de organizações sociais. As inscrições estão abertas até 23 de março.

Estão abertas as candidaturas para a maratona de soluções para a economia social Hackathon 100% Colaborativo. Esta iniciativa será organizada pela Santa Casa da Misericódia de Lisboa entre 30 de março e 26 de abril. Os prémios totais são de 15 mil euros.

Poderão concorrer estudantes, recém-licenciados, membros das comunidades alumni e trabalhadores da Santa Casa de Lisboa e organizações da economia social.

“Para desenhar o futuro da Economia Social a cooperação é essencial. Pretendemos promover uma cultura colaborativa que impulsione a inovação, agilidade e eficiência de novas soluções. Vamos juntar jovens licenciados e colaboradores das organizações do sociais em equipas multidisciplinares, e em conjunto, desenhar propostas de futuro para um setor de grande importância para o nosso país e para a nossa Economia. Com o grande enfoque que damos à capacitação, vamos dotar os participantes de uma série de novas metodologias de trabalho e ferramentas digitais, que vão poder utilizar no dia-a-dia das suas organizações e nos próximos desafios profissionais”, afirma Inês Sequeira, diretora do Departamento de Empreendedorismo e Economia Social (DEES) e fundadora e diretora da Casa do Impacto da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Os candidatos terão de responder a quatro desafios, cada um com um prémio de 3750 euros: O digital na Economia Social – o papel da transição digital na redução das desigualdades e na promoção da inclusão social; o futuro do trabalho no setor da Economia Social – recrutamento e retenção de quadros para a renovação do setor e intervenção dos mesmos no seu desenvolvimento; a sustentabilidade da Economia Social – busca de redes alternativas de financiamento de longo prazo que acrescentem valor social, ambiental e económico ao setor e a avaliação de impacto na Economia Social – escalabilidade do efeito positivo do setor e medição do impacto social da mudança provocada.

O Hackathon será uma maratona de trabalho com duração de duas semanas. Haverá espaço para a capacitação, webinars, talks, tutoriais, toolkits, mentoria e ideação. No dia 26 de Abril terá lugar a sessão de pitch e entrega de prémios.

As candidaturas para esta iniciativa estão abertas até 23 de março e poderão ser feitas através desta página.

Comentários