Apple, Airbnb, Facebook, eBay, Google e Tesla. Uma firma de capital de risco teve oportunidade de investir nestas – e noutras – empresas quando ainda estavam em fase inicial, mas decidiu passar.

Se no universo das start-ups existe o hábito de partilhar os falhanços, o mesmo não pode ser dito das firmas de capital de risco, que só costumam passar os resultados positivos. Contudo, existem algumas organizações que têm por hábito partilhar os seus fracassos – algo que no mundo do venture capital pode ser traduzido em oportunidades de investimento perdidas.

Este é o caso da Bessemer Venture Partners (BVP) e do seu “Anti-Portfolio”. Este, ao contrário do portfólio comum que as firmas de VC costumam publicar nas suas páginas, inclui os momentos mais importantes que passaram ao lado da equipa. No caso da BVP, que adotou este nome alternativo para assinalar os seus falhanços, e que se apresenta como sendo uma das firmas de capital de risco mais antigas dos Estados Unidos, esta lista inclui nomes conhecidos em todo o mundo. Como se pode ler no site da organização, “caso tivéssemos investido em alguma destas empresas poderíamos já não estar a trabalhar”.

A lista de empresas que se segue incluem os investimentos que poderiam ter disparado os ganhos da BVP para níveis astronómicos:

Airbnb Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Airbnb

O primeiro caso é também uma das maiores oportunidades perdidas. Um dos partners da firma de capital de risco foi abordado por Brian Chesky, um dos cofundadores do Airbnb, em janeiro de 2010.

Na altura, a start-up tinha conseguido o seu primeiro mês de receitas positivas, com perto de 87 mil euros e o atual CEO pediu investimento para uma ronda que avaliava o Airbnb em cerca de 35 milhões de euros. O investidor ficou impressionado com os números obtidos pela jovem empresa, mas considerou que a avaliação não se adequava à realidade e marcou uma reunião para maio com o intuito de perceber como é que o projeto em fase embrionária se estava a comportar.

Os 87 mil euros de receitas em janeiro transformaram-se em 175 mil em fevereiro e em 260 mil euros em março. Três meses depois de abordar o investidor da BVP, a Airbnb conseguiu fechar uma ronda com uma avaliação de 52.5 milhões de euros (1.5 vezes aquilo que tinha sido pedido inicialmente). O último investimento recebido pela plataforma global de alojamento local colocou o negócio com uma avaliação de 25.5 mil milhões de euros.

A cronologia do pesadelo vivido pela Apple nos últimos seis meses

Apple

Criada em 1976, a Apple teve o seu primeiro IPO (oferta pública inicial) em dezembro de 1980. Antes disso, a tecnológica norte-americana fez um pre-IPO num mercado secundário. A BVP teve oportunidade de participar, mas a equipa considerou a avaliação extremamente sobrevalorizada.

O projeto de Steve Jobs e Steve Wozniak entrou para bolsa a valer perto de 52 milhões de euros. Hoje – apesar do pesadelo dos últimos seis meses -, vale 630 mil milhões de euros.

Atlassian Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Atlassian

A história de uma ferramenta para developers da Austrália levou um dos sócios da BVP aos escritórios da Atlassian em 2006. Os apontamentos da reunião partilhados pela firma incluíam frases como “totalmente autofinanciado, arrancou com um cartão de crédito” e “excelente negócio, mas os planos do Scott e do Mike não passam por tornar a empresa pública”.

Muitas reuniões e quatro anos depois culminaram na primeira oportunidade de investir na start-up, mas a avaliação de 350 milhões de euros desmotivou os executivos da BVP. Ao contrário daquilo que os cofundadores pretendiam inicialmente, em 2015, a Atlassian realizou um IPO – que ficou marcado na história da Austrália como o maior de sempre. A capitalização bolsista atual da empresa está perto de atingir os 20 mil milhões de euros.

eBay Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

eBay

“Selos? Moedas? Livros de banda desenhada? Devem estar a brincar.” A frase é de um dos partners da BVP, que colocou imediatamente de lado a hipótese de injetar dinheiro naquela que viria a ser uma das maiores multinacionais de comércio eletrónico do mundo. O valor atual em bolsa da gigante de e-commerce é de 25 mil milhões de euros.

Facebook Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Facebook

Se viu o filme Rede Social está a par do primeiro investidor do Facebook: Eduardo Saverin. Em 2004, o na altura estudante de Harvard passou um fim-de-semana corporativo a tentar fazer um pitch a um dos sócios da BVP.

“Miúdo, não ouviste falar do Friendster? Segue em frente. Acabou!”, exclamou Jeremy Levine, o investidor da firma norte-americana, para afastar o cofundador do Facebook que o abordou numa fila de almoço. Mal Levine sabia que, 15 anos mais tarde, o Facebook se ia tornar numa empresa avaliada em 355 mil milhões de euros.

FedEx Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Federal Express

Outra oportunidade que passou ao lado da BVP foi a Federal Express. No entanto, ao contrário dos outros projetos listados neste artigo, a firma de capital de risco teve sete oportunidades para investir na FedEx – nenhuma delas se concretizou.

Atualmente, a capitalização bolsista da empresa de entregas está perto de atingir os 40 mil milhões de euros.

Google Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Google

Sergey Brin e Larry Page alugaram a garagem de uma amiga de David Cowan, um dos membros da equipa de investimento da BVP, entre 1999 e 2000 – apenas um ano depois de arrancarem com o projeto.

A senhoria tentou apresentar-lhe os “dois inteligentes alunos de Stanford que estavam a escrever um motor de pesquisa”. Aquele que poderia ter sido um dos momentos mais importantes da vida do jovem investidor foi negado com a pergunta “como é que posso sair da tua casa sem passar perto da garagem?”. O negócio que começou no final dos anos 90 vale atualmente 645 mil milhões de euros.

Intel Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Intel

Na final da década de 60, a BVP esteve em conversações com a Intel, mas o negócio acabou por nunca se concretizar. A oportunidade de participar numa ronda de investimento de 2.2 milhões de euros foi assim desperdiçada. Atualmente, a Intel vale perto de 190 mil milhões de euros.

PayPal Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

PayPal

O mesmo membro da equipa da BVP que desperdiçou a possibilidade de comprar uma participação no Facebook voltou a falhar redondamente quando falhou o investimento de uma ronda de series A no PayPal.

Na altura, Cowan descreveu o PayPal como sendo uma equipa amadora que iria enfrentar um pesadelo de regulação. Quatro anos mais tarde a empresa era comprada pelo eBay por 1.3 mil milhões de euros.

SNAP Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

SNAP

A culpa da falha no investimento na SNAP, empresa mãe do Snapchat, não foi por má análise, mas sim por um avião se ter atrasado. Em 2011, Jeremy Levine tinha acabado de aterrar no LAX com um atraso de três horas, o que fez com que só pudesse ir a uma das duas reuniões que tinha marcado.

Levine acabou por atirar uma moeda ao ar para decidir a qual delas ir. Minutos depois estava a ligar a Evan Spiegel, um dos cofundadores da rede social, a dizer que não conseguiria chegar a tempo da reunião. A Snap foi o maior IPO de 2017 e está hoje avaliada em perto de sete mil milhões de euros.

Tesla - Firma de capital de risco partilha oportunidades milionárias perdidas

Tesla

E 2006, Byron Deeter, da equipa da BVP, encontrou-se com a equipa da fábrica de automóveis elétricos e fez um test-drive a uma das máquinas que estava a ser desenvolvida. Acabou por fazer um depósito financeiro para reservar a compra de um dos carros quando estes saíssem para mercado, mas passou a proposta de investimento.

“É uma situação win-win”, relembra Deeter, “Fico com um ótimo carro e outro investidor paga por ele”. 12 anos mais tarde a Tesla está avaliada em perto de 50 mil milhões de euros.

Comentários

Sobre o autor

Avatar