O documento foi elaborado por equipa de investigadores da Fibrenamics, uma plataforma da Universidade do Minho.

Auxiliar as empresas que estão a redirecionar as suas linhas de fabrico para produzir máscaras de proteção contra o Covid-19, ajudando desta forma o Serviço Nacional de Saúde (SNS), é o ojetivo do White Paper ‘Máscaras de Proteção’ que a Fibrenamics acaba de elaborar e disponibilizar ao mercado.

Trata-se de um documento informativo e de orientação que responde às necessidades de produção em grande escala destes equipamentos de proteção, que inúmeras empresas se disponibilizaram a fazer.

Os investigadores da Universidade do Minho pretendem, assim, contribuir para a harmonização da informação disponível relativamente aos meios de proteção respiratória (máscaras), abordando aspetos como os tipos de proteção requeridos em função dos agentes de risco, os materiais e os processos envolvidos na sua confeção e a normalização aplicada à validação/certificação do seu desempenho.

Raul Fangueiro, professor da Universidade do Minho e coordenador da Fibrenamics, explicou em comunicado que “devido ao trabalho de investigação e desenvolvimento que a Fibrenamics realiza há várias anos no mundo das fibras, ao longo dos últimos dias temos recebido diversas solicitações de empresas que pretendem fabricar máscaras de proteção para os profissionais de saúde (…). Desta forma, existindo um documento de referência sobre este produto, torna-se mais simples responder a todos estes apelos, de uma forma integrada, e com o rigor técnico-científico que esta situação exige”.

Comentários