É freelancer e procura novos projetos? O LinkedIn tem uma ferramenta para o ajudar.

O Service Marketplace, agora disponível em todo o mundo, estava em fase de testes nos EUA e já conquistou mais de dois milhões de utilizadores.

LinkedIn, a rede social corporativa da Microsoft, é conhecido por ligar pessoas a uma rede de oportunidades de emprego fixas. Agora, para expandir o seu portefólio, a empresa lançou uma plataforma exclusiva para serviços de trabalho freelancer chamado Service Marketplace.

A nova ferramenta permite que os utilizadores anunciem a disponibilidade para trabalhos pontuais. De acordo com o TechCrunch, o Service Marketplace estava em fase de testes nos Estados Unidos desde fevereiro deste ano e já conquistou mais de dois milhões de pessoas.

O serviço é gratuito e foi anunciado com 250 categorias de empregos, com planos de expansão para 500, segundo o gestor de produto do LinkedIn, Matt Faustman.

Para usufruir da funcionalidade, é preciso configurar um perfil freelancer. Depois basta aceder à sua página de perfil, encontrar a opção próxima ao topo e seguir as orientações para indicar o interesse em trabalhos pontuais. As pessoas com perfil freelancer não podem candidatar-se às vagas disponíveis na rede social, – exceção se for encontrado por quem está a contratar.

Além disso, a nova funcionalidade também permite aos clientes avaliarem o serviço dos freelancers contratados, mas não oferece a oportunidade de os trabalhadores deixarem uma opinião sobre quem está a contratar.

No caso dos empregadores à procura de trabalhadores freelancer, basta filtrar a pesquisa para encontrá-los. Por exemplo, se a intenção é contratar um especialista em marketing, pode digitar no campo de procurada rede social e selecionar “Service Marketplace” para analisar as opções disponíveis. Os candidatos são classificados de acordo com a proximidade do empregador.

Comentários

Artigos Relacionados