Trabalhar para viver e não viver para trabalhar. As razões para o descanso ser o melhor amigo dos empreendedores.

“Nunca ninguém mudou o mundo com 40 horas de trabalho por semana.” A frase é de Elon Musk, fundador de algumas das empresas mais bem-sucedidas do mundo.Trabalhar sete dias por semana, mais de doze horas por dia, para atingir resultados que não estão à mão do comum dos mortais.

Esta frase, aprofundada no artigo do Link to Leaders “Trabalhar menos para aumentar a produtividade”, representa a avaliação subconsciente que estamos constantemente a fazer às pessoas que nos rodeiam. Tendemos a premiar quem é mais ocupado – como se houvesse uma constante procura pelas suas competências.

Aytekin Tank, CEO e fundador da JotForm, escreveu recentemente um artigo de opinião no Entrepreneur onde explica as razões para o descanso ser o melhor amigo dos fundadores de start-ups. O autor utiliza uma comparação com as chitas para explicar as razões para o descanso ser importante na vida dos empreendedores.

O mamífero mais rápido do mundo – que consegue atingir os 100 quilómetros por hora em apenas três segundos – utiliza a força que lhe foi dada pela natureza para caçar outros animais. Contudo, quando não estão a correr atrás de antílopes, gastam a menor quantidade de energia possível. As chitas trabalham arduamente para capturar as suas presas, mas priorizam o descanso de forma a compensarem a energia que foi gasta na emboscada – caso contrário, não seriam capazes de estar no topo da sua performance.

A reflexão de Tank fá-lo acreditar que no início da sua caminhada no mundo do empreendedorismo trabalhava de uma forma totalmente oposta à das chitas. Em vez de trabalhar arduamente e descansar com regularidade, o fundador da JotForm sublinha que tinha dias de trabalho de 16 horas e que estava constantemente a tentar construir, crescer e a lutar pelo seu projeto. No entanto, à medida que foi ganhando experiência, acabou por perceber que estar ocupado e ser bem-sucedido não são “sinónimos”, antes pelo contrário.

Apesar disto, há uma grande parte dos empreendedores que passa os dias a correr de um lado para o outro – até chegarem a um pico de stress e exaustão. Em oposição a estas pessoas, Aytekin adianta que, à medida que foi ganhando experiência, aprendeu que a produtividade pode aumentar substancialmente se houver um bom equilíbrio entre trabalho e descanso.

É, portanto, relevante fugir ao culto do “ocupado” e tirar mais tempo para descansar. O estar constantemente ocupado rouba-nos horas preciosas para pensar, jogar, explorar e nutrir relações. Tank aconselha as pessoas a que, mesmo em dias de trabalho mais complicados, tirem dez minutos para beber um café ou conversar com um colega. Este exercício é muito mais do que “não fazer nada”. Na verdade, segundo a Psychology Today, fazer pausas como esta com regularidade previne a fatiga, faz um restauro à motivação, aumenta a produtividade e a criatividade e consolida memórias.

O descanso é o melhor amigo dos empreendedores

Em alturas em que há mais tempo, o fundador aconselha a fazer retiros para refletir. Alguns dos maiores magnatas tecnológicos têm esta prática. Um dos grandes defensores deste tipo de exercícios é Bill Gates. As conhecidas Think Weeks da Microsoft criaram as melhores inovações dentro da empresa norte-americana. Talvez por isso outras celebridades do mundo tech, como Mark Zuckerberg e Tim Ferriss, tenham optado por implementar estas ideias no seu dia-a-dia.

O descanso é o melhor amigo dos empreendedores

Descanso não significa necessariamente estar preso no sofá à frente de uma televisão. Tank acredita que o tempo de descanso com mais eficácia envolve exercício físico, seja este andar de bicicleta, caminhar, nadar ou correr.

Alex Soojung-Kim Pang, consultor de Silicon Valley e autor do livro “Rest: Why You Get More Done When You Work Less”, apoia a ideia de que o descanso é fundamental para o restauro mental, mas que o exercício é uma das melhores formas de recuperar a energia mental que precisamos para operar ao mais alto nível.

O descanso é o melhor amigo dos empreendedores

Para um descanso mais eficiente, Aytekin deixa um último conselho – algo que pode ser impossível para muitas pessoas: fazer pausas na tecnologia. Deixar o smartphone de lado durante um dos dias do fim-de-semana pode dar espaço à sua mente para vaguear, algo que pode potenciar a sua criatividade.

Comentários

Sobre o autor

Avatar