Nos últimos dois artigos da rubrica Crowdfunding do mês escolhemos projetos dos setores tecnológicos e alimentares. Este mês optamos por projetos de design. Conheça as campanhas.

Na pesquisa deparámo-nos com bastantes projetos, em grande parte porque esta categoria  – a par com a de tecnologia – é uma das mais requisitas nos sites de crowdfunding. Encontrámos projetos que vão desde uma invenção que transforma uma prancha de snowboard numa espécie de bicicleta, passando pela criação de lâmpadas inspiradas no conhecido pintor Jackson Pollock, ou até uma campanha que quer vender abajures feitos a partir de componentes de cogumelos.

As possibilidades são praticamente infinitas nesta categoria de design. Como tal, decidimos escolher quatro projetos que contemplam as componentes de inovação e utilidade.

Dois são da plataforma de crowdfunding Seedrs e dois do Kickstarter. Para aceder às campanhas clique nos logótipos das plataformas.

Sono Motors  Munique, Alemanha

Crowdfunding Seedrs

Com o objetivo de “substituir a dependência humana de combustíveis fósseis por uma mobilidade sustentável, este projeto alemão quer tornar os carros elétricos acessíveis ao público em geral. Com uma avaliação pre-money de quase 60 milhões de euros, esta start-up desenvolveu um carro elétrico com painéis solares integrados no chassis. Prevê-se que entre no mercado em 2019 com um custo de 16 mil euros.

A Sono Motors não só quer ser uma fabricante de carros, como também dedicar-se a criar uma rede de car-sharing.

A diferenciação deste carro para os restantes não se fica pelos painéis solares integrados. A energia acumulada pelas baterias pode ser transferida para os carros da mesma marca, tornando-se assim uma espécie de powerbank ambulante.

SWINGS – Nova Iorque, Estados Unidos da América

Crowdfunding Kickstarter

Sob o mote “stop charging, start living” (pare de carregar, comece a viver), a SWINGS apresenta a sua primeira campanha no Kickstarer, onde pretende financiar um smartwatch com uma bateria que dura dois anos.

Para além da bateria ter uma duração bastante superior aos restantes smartwatches, o SWINGS tem um aspeto clássico, dispensando a aparência futurista comum a quase todos os relógios deste género. A par disso, monitoriza o sono e as suas caminhadas, acorda-o com alarmes silenciosos e controla a música e a câmara do telemóvel.

A campanha está a ser um sucesso junto da comunidade do Kickstarter e já conseguiu quase três vezes o dinheiro pretendido.

 

Bolt Bike – Delft, Holanda

Crowdfunding Seedrs

Inseridos num mercado que supera os 25 mil milhões de euros, e tendo já reunido mais de três milhões de euros junto de mais de 50 business angels, a Bolt Bike quer tornar-se numa das marcas lideres na venda de motas elétricas e está neste momento a abrir a primeira ronda publica de investimentos.

Com base na Holanda, onde em 2018 vai ser proibida a circulação das motas mais antigas movidas a combustíveis fósseis, as bolt bikes têm uma autonomia que pode chegar aos 400 km. Para recarregar a energia, basta ligar a scooter diretamente a uma ficha comum ou levar a bateria para dentro de casa, onde o processo é o mesmo.

Apesar das primeiras motas construídas já terem sido vendidas, a Bolt Bike está a aceitar encomendas com previsão de entrega apenas em 2018. No site oficial da marca pode personalizar e fazer uma simulação de preço – que começa nos 2200 euros. A avaliação pre-money da Bolt Bike já supera os 25 milhões de euros.

 

Trove 2.0 – Londres, Reino Unido

Crowdfunding Kickstarter

Depois de ter superado as expetativas na primeira campanha de crowdfunding, onde conseguiu mais do dobro do dinheiro pretendido, a Trove está de volta ao Kickstarter. Desta vez traz uma versão melhorada da sua primeira carteira. A Trove 2.0 tem espaço para 10 cartões, moedas, notas e chaves de casa, e um novo compartimento de acesso fácil onde pode guardar o seu cartão mais utilizado.

Apesar de ainda faltarem 27 dias para o encerramento da campanha, o projeto já conta com mais do dobro da quantia monetária requisitada.

Comentários