Consumidores sentem-se cada vez mais confortáveis com o regresso às lojas, diz estudo

A maioria dos consumidores espera que os seus hábitos de compra voltem aos níveis anteriores à pandemia até o final deste ano, segundo um estudo  da Mood Media, que concluiu que os clientes estão a começar a regressar às lojas físicas à medida que as medidas de segurança aumentam em todo o mundo.

80% dos consumidores sente-se mais confortável ao visitar lojas físicas de retalho em comparação com 71% um ano atrás e três em cinco (60%) espera que os hábitos de compra sejam retomados aos níveis pré-Covid-19 no final do ano. Essas são as principais conclusões de um relatório global da Mood Media que foi realizado pelo Censuswide a mais de 8 mil consumidores nos EUA, Reino Unido, China e França.

Segundo o estudo “Shopper Sentiments: A June 2021 Global Mood Survey”, um quinto (21%) relatou que os seus hábitos de compra já voltaram aos níveis pré-pandémicos.

“Estamos a experimentar um burburinho saudável à medida que as lojas reabrem para um ‘novo normal’ em todo o mundo. Os consumidores estão ansiosos para voltar às lojas, para experimentar a alegria de comprar novamente. Este novo estudo valida o que estamos a ver a e ouvir todos os dias – tanto o online quanto offline desempenham um papel importante no retalho, muitas vezes em harmonia um com o outro. Esse equilíbrio está a voltar agora com um tráfego sólido de consumidores em lojas em todo o mundo “, disse Scott Moore, CMO da Global Mood Media.

O estudo também analisou o que os consumidores mais perderam na experiência de compra física durante a pandemia. Quase metade (45%) disse que a experiência de “tocar e experimentar” produtos no local foi o que mais sentiu falta quando as lojas encerraram.

A experiência divertida e social de fazer compras com amigos e outras pessoas é o segundo aspeto que os consumidores mais sentem falta nas compras físicas (35%), assim como a oportunidade de levar a compra imediatamente para casa.

Os consumidores gostaram da fusão do físico com o digital, com um terço (33%) a revelar planos de continuar a usar os serviços de clicar e recolher/ BOPIS (Buy Online, Pickup In-Store) no pós-pandemia.

A percentagem de entrevistados que relataram um aumento dos seus gastos em comparação com o antes da pandemia aumentou de 23% em setembro de 2020 para 29% em junho de 2021.

Contudo, a percentagem de consumidores que relatam que estão a gastar menos diminuiu, passando de 38% em 2020 para 25% este ano, enquanto aqueles que mencionam gastar o mesmo que antes da pandemia aumentou de 40% para 46%.

Comentários

Artigos Relacionados