BCSD Portugal discute futuro das empresas

“Empresas com futuro – como navegar para uma economia sustentável e justa”? é o tema da conferência que o BCSD Portugal está a preparar para 3 de julho.

O Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável  (BCSD Portugal) vai organizar a conferência Empresas com Futuro – Como navegar para uma economia sustentável e justa?”, no próximo dia 3 de julho (quarta-feira), na Cordoaria Nacional, em Lisboa, para refletir sobre resiliência organizacional, os desafios que as empresas enfrentam e como podem transformar esses desafios em oportunidades de crescimento sustentável.

A conferência contará com a presença de especialistas nacionais e internacionais que ao longo do dia partilharão insights, iniciativas, casos de estudo e boas práticas de empresas de diversos setores de atividade sobre os temas de diversidade, equidade e inclusão, descarbonização, biodiversidade, reporte e financiamento.

“Novos modelos de negócios”, “Drivers para impulsionar transição na economia”, “Locais de trabalho inclusivos como fator de competitividade” ou “Desbloquear o financiamento e o poder das alianças para uma economia sustentável” são mote das conversas que contarão com a participação de John Elkington, chairman executivo da Volans; John Fullerton, fundador do Capital Institute; Uta Jungermann, diretora de Member Engagement e Global Network do World BCSD; Luis Rochartre, Partner e Head of Sustainability da Unobvious Solutions; Joana Portugal Pereira, professora assistente, Instituto Superior Técnico; Sara Sanford, fundadora do Gender Equity Now (GEN); João Günther Amaral, Chief Development Officer Sonae; Rita Nabeiro, CEO Adega Mayor; Carlos Mota Santos, CEO Grupo Mota-Engil; Pedro Soares; Senior Researcher FCUL; Pedro Martins Barata, Partner da Get2C; Nuno Gaspar de Oliveira, CEO da NBi;  Pedro Faria, Environmental Lead da EFRAG; João Fonseca Santos, Head of EIB Group Office em Portugal; Ursula Woodburn, diretora CISL Europe, CLG Europe; António Baldaque da Silva, professor e diretor Executivo do Center for Sustainable Finance na Católica-Lisbon; e Mursal Hedayat, CEO do Chatterbox.

António Pires de Lima, CEO da Brisa e presidente do BCSD Portugal, e Filipa Pantaleão, secretária-geral do BCSD Portugal, abrirão a sessão que, durante a manhã, será centrada na relação entre os drivers de sustentabilidade internos e externos e a economia regenerativa, nos novos modelos de negócios e em como as empresas que apostam na diversidade podem contribuir para uma economia competitiva, terminando com a apresentação da iniciativa CSO Circle.

Durante a tarde, haverá lugar para refletir sobre os desafios das empresas e do planeta (descarbonização, biodiversidade, reporte e cenários climáticos), como desbloquear o financiamento e o poder das alianças para alcançar objetivos.

As sessões sobre alterações climáticas, biodiversidade, descarbonização e reporte são interativas, uma vez que, no início de cada uma, o público será convidado a escolher o sub-tópico que pretende que o orador apresente.

Este ano, a conferência do BCSD Portugal engloba ainda a exposição “EARTH (hurt)”, de Rute Silva, um projeto artístico composto por 12 imagens abstratas que retrata as transformações que o planeta Terra e a sociedade estão a passar atualmente.

Comentários

Artigos Relacionados