Conhecido também pelas start-ups que produz, o Reino Unido tem sido palco para alguns projetos relevantes na área do desporto.

O universo das start-ups já nos habituou à sua diversidade de áreas de atuação, por isso não é de estranhar que o mercado desportivo, nas suas mais variadas facetas, também esteja a marcar pontos no empreendedorismo.  No Reino Unido, por exemplo, não faltam casos de start-ups a desenvolver soluções  de fitness, aquisição de equipamento ou informações sobre desporto, entre muitas outras áreas. O Prolific London reuniu as 10 start-ups tecnológicas ligadas ao desporto mais valiosas do Reino Unido criadas nos últimos 10 anos, tendo em conta os dados Tech Nation.

90min.com
A start-up 90min.com desenvolveu uma plataforma tecnológica de notícias sobre futebol. É alimentada por milhares de colaboradores regulares que fornecem centenas de artigos diários em 11 idiomas. A plataforma 90min.com tem mais de 100 milhões de visualizações de página e milhões de utilizadores ativos na Web e redes móveis. Entre os investidores encontram-se a Battery Ventures, Gemini Israel Ventures e Dawn Capital.
Avaliação: pelo menos 60 milhões de libras (67 milhões de euros)

Copa90 media
É uma rede de distribuição de media que cria conteúdo relacionado com diversos desportos, mas principalmente futebol. Tem mais de mil milhões de visualizações e mais de 500 criadores em mais de 50 países. A Copa90 tem parcerias com várias empresas entre as quais constam nomes como Nike, UEFA, Adidas, Pepsi, Hyundai, ITV e Budweiser.
Avaliação: 50 milhões de libras (56 milhões de euros)

Sport.com
O Sport.com cria aplicações móveis para que as pessoas possam monitorizar e melhorar a boa forma e saúde. Ao juntar desporto e tecnologia, a empresa criou aplicações de fitness, como Heart Rate Monitor, Moves Tracker, Calorie Counter Plus, 7-Minute Workout, várias aplicações de Ioga, entre outros.
Avaliação: 43 milhões de libras (48 milhões de euros)

Sportpursuit
O Sportpursuit é um site de vendas “flash” de equipamentos desportivos. Habitualmente vende produtos para desporto e atividades ao ar livre com descontos até 70% face ao preço praticado noutros pontos de venda. A plataforma está disponível apenas para membros, sendo necessário um registo para que os clientes possam usufruir dos produtos a preços mais baixos.
Avaliação: 38 milhões de libras (42,5 milhões de euros)

Sweatcoin
Tirando partido da utilização regular de um smartwatch ou smartphone e das aplicações que contabilizam os passos que o utilizador dá, a Sweatcoin teve a ideia de transformar esses passos em moeda virtual. Apresenta-se com uma empresa de “tecnologia para o bem social” e os seus utilizadores podem trocar as “sweatcoins” por roupa de desporto, pacotes de férias, aulas de ioga e Apple Watches.
Avaliação: 19 milhões de libras (21 milhões de euros)

FitnessGenes
Trata-se de uma start-up que analisa dados genéticos para determinar os melhores programas de fitness e nutrição para cada indivíduo. A empresa já recebeu prémios da Innovate UK, do Governo, da Microsoft e das universidades de Oxford e Birmingham.
Avaliação: 16,5 milhões de libras (18,4 milhões de euros)

Squawka
Atualmente, os fãs de desporto além de assistirem aos jogos, querem saber estatísticas ou debater em chats o que está a acontecer. O Squawka é uma plataforma que oferece este serviço integrado. Usa dados fornecidos pela Opta (uma empresa de dados desportivos) e ainda testes e outros recursos que permitem aos fãs comparar equipas ou jogadores.
Avaliação: 9,9 milhões de libras (11 milhões de euros)

Tifosy
A Tifosy é uma empresa de investimentos desportivos que fornece serviços especializados de assessoria desportiva e aumento de capital em toda a indústria desportiva, permitindo que empreendedores em qualquer parte do mundo invistam no desporto. A empresa é regulamentada pela Financial Conduct Authoritye, do Reino Unido, e tem como missão transformar o modo como os clubes desportivos se financiam.
Avaliação: 7,39 milhões de libras (8,2 milhões de euros)

Tribe
A Tribe quer revolucionar a nutrição desportiva através de barras de energia e proteína, bebidas de hidratação e batidos de proteína. Os produtos podem ser personalizados de acordo com as necessidades de cada consumidor e programado um abastecimento regular.
Avaliação: 7 milhões de libras (7,8 milhões de euros)

InCrowd Sports
Através de aplicações, esta start-up pretende promover uma ligação mais profunda entre as equipas e a sua base de fãs, assim como parcerias digitais e soluções lúdicas multiplataforma. As equipas também usam o InCrowd para melhorar a experiência dos fãs através do serviço de compra de bilhetes pelo telemóvel, interações ao vivo e ofertas exclusivas no estádio.
Avaliação: 7 milhões de libras (7,8 milhões de euros)

Comentários