A XekVita nasceu em março e é uma plataforma profissional de registo de currículos e eventos  formativos que espera contribuir para a empregabilidade nacional. Em entrevista ao Link To Leaders, os seus fundadores afirmaram querer ser uma referência global para o registo credível da “pegada profissional” de todas as pessoas.

A XekVita é uma plataforma global online de interface entre as entidades que organizam eventos formativos e os profissionais. Comprometidos com a transparência e a fiabilidade dos CV e dos certificados, contribuindo para a empregabilidade dos profissionais, os fundadores do projeto, Nuno Franco e Miguel Lopes, começaram a idealizá-lo há sete anos, mas só no passado mês de março ganhou forma com o lançamento da plataforma. Dois meses depois e já com inúmeros profissionais registados, a XekVita permite, além da consulta dos Curriculum Vitae (CV), que as organizações se registem e também pesquisem esses mesmos CV e, ainda, que divulguem os seus eventos junto dos profissionais registados na plataforma.

Nuno Franco (a.k.a. Xek), gestor de projetos e serviços na área das Tecnologias da Informação há 20 anos, participante em vários projetos, quer a nível nacional como a nível internacional, com responsabilidades operacionais ao nível da implementação e da gestão do serviço, e Miguel Lopes, PhD (a.k.a. Vita), professor universitário em áreas de gestão de Recursos Humanos há duas décadas, autor de livros e fundador do INTEC-Instituto de Tecnologia Comportamental, estão otimistas quanto ao sucesso do seu XekVita que querem  que seja uma plataforma de referência onde os profissionais possam “guardar de forma credível, o mais automaticamente possível e em tempo real os certificados das suas participações e realizações profissionais, tal como a experiência profissional, a formação académica, os cursos de formação profissional, os webinares, as conferências e os congressos”.
Instalada na HubsLisbon Azambuja, o XekVita assume estar aberta a propostas de novos investidores e parceiros que ajudem a acelerar a implementação de novas funcionalidades.

Como e quando surgiu a XekVita?
Miguel Lopes (ML): A ideia surgiu em 2013 a partir da experiência pessoal com o muito tempo investido a atualizar um Curriculum Vitae (CV). Quando precisamos de atualizar o nosso CV, algo que normalmente só fazemos muito espaçadamente, tomamos consciência do tempo que perdemos nessa atividade, principalmente se for feito de forma manual. Por outro lado, há muita informação sobre formações e eventos em que participámos e dos quais perdemos os certificados ou nem sequer os pedimos ou guardámos.

Só mais tarde percebemos o quanto teria sido bom ter uma plataforma onde essa informação profissional pudesse ter sido toda guardada progressivamente, preferencialmente sem qualquer esforço ou tempo perdido por parte dos profissionais. Depois pensámos que seria ainda melhor se esses certificados pudessem ter sido emitidos na mesma plataforma pelas entidades organizadoras, garantindo assim a veracidade e fiabilidade dos mesmos, dado que sabemos que é uma realidade as pessoas mentirem ou distorcerem a informação que colocam no seu CV.

A ideia ficou a maturar, até que um académico e profissional da área dos recursos humanos – o Vita – se encontrasse com um profissional do setor dos sistemas de informação e comunicação – o Xek! E assim, em 2018 o Xek e o Vita começaram a trabalhar na concretização prática da ideia. Em dezembro de 2020, o XekVita foi finalmente criado como empresa e lançado online em março de 2021.

“O nosso objetivo é fazer do XekVita a referência global para o registo credível da “pegada profissional” de todas as pessoas (…)”.

Então em que consiste exatamente a plataforma XekVita e a quem se destina?
Nuno Franco (NF): O nosso objetivo é fazer do XekVita a referência global para o registo credível da “pegada profissional” de todas as pessoas, ou seja, uma plataforma onde os profissionais possam guardar de forma credível, o mais automaticamente possível e em tempo real os certificados das suas participações e realizações profissionais, tais como a experiência profissional, a formação académica, os cursos de formação profissional, os webinares, as conferências e os congressos, entre outros. E tudo isto de forma gratuita e integrada, tendo um CV credível com todos os certificados no mesmo sítio.

Ao mesmo tempo, sendo o XekVita uma plataforma de interface entre as entidades que organizam esses eventos formativos e os profissionais, as empresas também têm muitos benefícios em registarem-se no XekVita. Desde logo têm uma forma fácil e integrada de emitir certificados online, com ganhos económicos e ambientais, e com total transparência, credibilidade e confiabilidade dos mesmos. Em simultâneo, o Xekvita permite às empresas divulgarem os eventos que organizam pelos inúmeros profissionais registados e de forma seletiva por determinados públicos-alvo do seu interesse, contribuindo assim para adesão e o sucesso desses eventos formativos.

“Até já nos chamaram o LinkedIn português.”

O que distingue a XekVita de outras plataformas já existentes no mercado? Quais as grandes vantagens?
ML: Há hoje muitas plataformas digitais para gestão de informação profissional, mas nenhuma se centra no registo e armazenamento dos certificados profissionais, ou seja, no registo da “pegada profissional” das pessoas. Até já nos chamaram o LinkedIn português. Mas no XekVita as empresas que se registam e emitem certificados têm de fazer prova da veracidade da sua existência. Nós combatemos os certificados e a informação falsa e distorcida que infelizmente grassa nos CVs um pouco por todo o mundo. Depois há plataformas que divulgam eventos e proporcionam pesquisas de CVs e outras soluções tecnológicas. Mas nenhuma proporciona aos profissionais a possibilidade de ter um CV integrado com todos os certificados organizados no seu histórico, devidamente comprovados e emitidos num mesmo sítio.

Quantos profissionais já estão registados na plataforma?
NF: Ainda estamos a afinar a solução tecnológica, mas em mês e meio tivemos cerca de 100 profissionais registados. E já temos várias empresas registadas e a divulgarem eventos dos quais irão no final emitir os respetivos certificados. Uma das vantagens para empresas e instituições que inicialmente não tínhamos planeado é que, ao registarem os eventos formativos e profissionais para depois emitirem os certificados, esses eventos ficam disponíveis para serem vistos e pesquisados pelos profissionais. Desse modo, também estão a divulgar os mesmos junto dos membros da comunidade XekVita e a angariarem potenciais participantes, se for esse o seu objetivo.

“Vida de start-up é difícil! Mas também há facilitadores”.

Quais os maiores desafios que têm encontrado pelo caminho?
NF: Muitos. Entre a ideia e a sua materialização houve muitos desafios. Desde logo a dificuldade em encontrar bons profissionais nos domínios das TI, principalmente para uma start-up que tem apenas recursos próprios muito limitados. Uma solução tecnológica complexa desta natureza envolve muitos testes e uma complexa programação por detrás da interface e inclui muito do que hoje se chama de inteligência artificial.

É um aviso a quem pretende desenvolver um negócio assente numa app ou numa plataforma digital. Uma coisa é desenvolver um website, outra muito diferente é criar uma complexa plataforma com múltiplas funcionalidades que junta múltiplos utilizadores em interação uns com os outros. Algo muito complexo mesmo e que envolve tempo e dinheiro. E depois há que conjugar tudo isto com a gestão do negócio. Mais as questões financeiras. E o RGPD. E o marketing digital… muita complexidade. Vida de start-up é difícil! Mas também há facilitadores. Tivemos a felicidade de encontrar a HubsLisbon Azambuja, a incubadora onde estamos alojados, que tem dado um bom suporte no acesso a recursos e parceiros.

Quanto já investiram na XekVita?
NF: Muitas noitadas…! E alguns milhares de euros.

De que forma as vossas experiências profissionais contribuíram para o lançamento da XekVita?
ML: Totalmente. A experiência profissional e académica de um dos fundadores nas áreas de recursos humanos foi crucial. Também porque está inserido em redes nacionais e internacionais de players de recursos humanos e conhece de certa forma os meandros do setor. Mas sem a expertise do outro cofundador com larga experiência na gestão de projetos de TI nada teria sido possível. Entre as necessidades e potencialidades identificadas e a sua implementação em termos de funcionalidades na plataforma vai um grande passo, incluindo diferentes linguagens, e sem a experiência do Xek (Nuno Franco), que é o sócio-gerente e com uma larga experiência em TI não teria sido possível chegar a esta fase.

“Algumas plataformas digitais têm muito “lixo” e muita informação falsa ou distorcida. A nossa missão é limitar ao máximo a existência desse tipo de informação (..)”.

Nos dias de hoje como podem os profissionais destacarem-se no mercado de trabalho?
ML: No complexo e diverso mundo de hoje sobressai a “credibilidade” como fator diferenciador. Daí que muitas das funcionalidades do XekVita estejam condicionadas por uma exigência muito elevada na garantia da veracidade da informação. Algumas plataformas digitais têm muito “lixo” e muita informação falsa ou distorcida. A nossa missão é limitar ao máximo a existência desse tipo de informação, ainda que tal coloque requisitos e exigências aos utilizadores, como a autenticação e validação das empresas que se registam.

De qualquer modo, preferimos ir mais devagar, mas de forma rigorosa e credível, que é um dos nossos diferenciadores. Por outro lado, muitos acham que o tempo dos CV e dos certificados ficou para trás. Mas isso não é verdade. Infelizmente muitos descobrem tarde que afinal era importante ter solicitado e guardado todos esses certificados. Muitas vezes na “hora H”, a falta de comprovativo das competências pode ditar a eliminação de um concurso.

É fácil ser-se empreendedor em Portugal?
ML: Em Portugal é difícil. Mas penso que é desafiante em todo o lado. É um longo caminho…

Projetos para o futuro da XekvVita? Que novidades pode revelar?
NF: A primeira etapa foi o lançamento no site da primeira solução que permite já as funcionalidades fundamentais, ou seja, que os profissionais criem o seu CV online e vão solicitando às entidades os certificados a que têm direito. Por outro lado, as entidades organizadoras dos eventos formativos também já podem divulgar os seus eventos e emitir os respetivos certificados. Tudo numa mesma plataforma e de forma verificável e credível.

Mas há agora muitos desafios pela frente. Em breve os utilizadores poderão divulgar diretamente os seus certificados nas redes sociais, como o Facebook e o Instagram, e assim tornarem-se mais notáveis no mercado. Também será possível validar e certificar experiências profissionais anteriores. E em breve teremos novidades…

“Não negamos que estamos abertos a propostas de novos investidores e parceiros que venham ajudar a acelerar a implementação das novas funcionalidades descritas”.

Como veem o projeto dentro de 2 anos?
NF: Não negamos que estamos abertos a propostas de novos investidores e parceiros que venham ajudar a acelerar a implementação das novas funcionalidades descritas. O nosso objetivo é ter uma solução onde a nossa “pegada profissional” fique automática e fielmente registada sempre que participamos num evento formativo ou temos uma experiência profissional. Estamos a caminhar nesse sentido!

Respostas rápidas:
O maior risco: Não ouvires os outros e aceitar mudar o que é preciso.
O maior erro: Não ter arriscado mais cedo. Quanto mais cedo, melhor.
A maior lição: Ouve e aceita as críticas negativas, mas… “move on”!
A maior conquista: O lançamento da primeira versão online.

Comentários