Enquanto o mundo luta para chegar a um acordo com esta pandemia de coronavírus, desafio-vos a dedicar um minuto para pensar em como tudo começou.

Aparentemente, alguém na província de Wuhan, China, comeu um morcego e isso deixou o mundo doente e levou à perda de cerca de 33 triliões de dólares, considerando apenas a bolsa de valores dos EUA. Isto é alucinante, somos realmente tão vulneráveis a um vírus que causa pânico no mundo e muda todo o nosso modo de vida da noite para o dia?

As pequenas e médias empresas são a espinha dorsal da nossa economia e essas foram as que mais sofreram, apesar de não terem participado deste colapso, além de trabalharem muito e de reinvestir os lucros. Empregaram pessoas, exportaram mercadorias e arriscaram os seus ativos e usaram seus talentos para pagar impostos que, no final, não revertem para o seu benefício, pois agora correm o risco de falir.

Como os governos salvarão essas empresas sem realmente compreendê-las e as suas necessidades? Precisamos de fazer de tudo para salvar esses empreendedores, essas pessoas corajosas e vitais para a nossa economia. Precisamos de agir rapidamente, reduzindo os impostos diretos e fornecendo empréstimos sem juros para garantir que as empresas continuam a pagar salários e permaneçam abertas para que ainda estejam por perto para lutar por outro dia. Como alternativa, corremos o risco de o encerramento em massa e o desemprego em massa se tornarem numa realidade novamente.

Se uma ação não for tomada, causará pânico adicional e, na verdade, levará a nossa economia a uma condição crítica que, por sua vez, levará anos para que nos possamos recuperar. Desta vez, Portugal não tem Angola a quem vender também, pois desta vez o mundo inteiro está em suporte de vida. Precisamos que os nossos líderes ajam com rapidez, independência e determinação, ou todo o bom trabalho realizado nos últimos 6 anos desaparecerá rapidamente.

Se as decisões e ações não forem tomadas de maneira rápida e eficaz, o mundo entrará em depressão. Este é um terreno fértil para a ascensão de líderes radicais e o risco de conflito aumentará substancialmente. Especialmente quando se encontra num ambiente de “nada a perder”.

Os nossos governos e líderes tiveram pouca visão e foram desonestos durante tempo suficiente, é hora de dizer a verdade e de tomar decisões difíceis. Estamos cansados de períodos de prosperidade seguidos de períodos de recessão. Os nossos governos concentram-se nos indicadores errados de crescimento do mercado de ações, em vez de indicadores reais da vida. Os nossos governos não cuidaram dessas pequenas e médias empresas, que na verdade são o suporte básico das grandes empresas e da população como um todo.

Construímos um castelo de cartas em apenas 12 anos desde a crise de 2008, não vamos fazê-lo novamente. Aprendamos com isso, demos valor ao que é importante e criemos riqueza para todos de maneira mais justa. Através da honestidade, reduzamos as compras de pânico nos supermercados e a pressão sobre o nosso sistema de saúde. Perdemos os últimos anos e agora precisamos de garantir que fazemos todo o possível para salvar a nossa economia e tornar a próxima economia uma economia para todos.

Como cidadãos, é nossa responsabilidade eleger os nossos líderes e incentivar os futuros líderes eleitos a não repetir os erros do passado. Precisamos de nos importar novamente, de ser honestos, porque o nosso futuro depende disso.

 

Versão do texto em inglês

A BAT started it but we can end it

As the world struggles to come to terms with this pandemic Coronavirus, let’s take a minute to think how it all started. Apparently, someone in Wuhan province China ate a BAT and this has made the world sick and loose about 33 trillion dollars, considering the US stock exchange alone. This is mind blowing, are we really so vulnerable to a virus which sends the world into panic and changes our whole way of life overnight?

Small and medium sized companies are the backbone of our economy, and these have suffered the most, even though they have played no part in this crash, other than work hard and reinvest profits. They have employed people, exported goods and risked their assets and used their talents to pay taxes which in the end don’t revert to their benefit as they now risk bankruptcy.

How will governments save these companies without truly understanding them and their needs. We need to do everything to save these entrepreneurs, these brave and vital people in our economy. We need to act quickly by dropping direct taxes and suppling them with interest free loans to ensure they keep paying salaries and stay open so that they are still around to fight another day. Alternatively, we run the risk of mass closures and mass unemployment becoming a reality once more.

If action is not taken it will cause further panic and in truth take our economy into a critical condition which will take years for us to recover from. This time Portugal doesn’t have Angola to sell too, as this time the whole world is on life support. We need our leaders to act fast, independently and decisively or all the good work done over the past 6 years will vanish in a flash. If decisions and actions are not done fast and effectively then the world will go into a depression. This is a breeding ground for the rise of radical leaders and the risk of conflict will increase substantially. Especially when you find yourself in a “nothing to lose” environment.

Our governments and leaders have been short sighted and dishonest long enough, it’s time they tell the truth and make the tough decisions. We are tired of periods of prosperity followed by periods of recession. Our governments concentrate on the wrong indicators of share market growth instead of true-life indicators. They haven’t looked after these small and medium sized companies who are actually the base support of the large listed companies and the population as a whole. We have built a house of cards in just 12 short years since the 2008 crisis, let’s not do it again. Let’s learn from this and give value where value is due and create wealth for all more fairly. By being honest, they will reduce the panic buying at supermarkets and the pressure on our health system. We have wasted the last few years and now need to ensure we do everything possible to save our economy and make the next economy an economy for all.

As citizens it’s our responsibility to elect our leaders and encourage future elected leaders not to repeat the mistakes of the past. We need to care again, keep them honest, ultimately we need to give a shit again as our future depends on it.

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Tim Vieira é empresário em Angola desde 2001, país onde possui, juntamente com o seu sócio Nuno Traguedo, um dos mais relevantes grupos de Media – a Special Edition Holding –, que emprega mais de 500 colaboradores e detém algumas... Ler Mais