Um dos grandes problemas das empresas portuguesas é o tempo de trabalho diário e a produtividade dos colaboradores. Certo Sr. Empresário?

Em muitas empresas, ouço queixas dos gestores executivos médios ou de topo, que não têm tempo para realizar as tarefas diárias e as semanais como gostariam. É muito usual ouvir conversas do estilo: “gostava que o dia tivesse 48 horas”. Muitas vezes me pergunto, porque é que isto acontece? Quais são os erros dos profissionais ao nível da produtividade?

Bem, ou os profissionais não tem o tempo bem organizado ou devem pensar que são do estilo do super-homem. Mas, ao fim do dia ou da semana, têm de colocar os pés no planeta terra e aperceberem-se que não o são, e que por vezes, ficam por fazer muitos assuntos prioritários. Convém dizer que com a frustração desses profissionais e das equipas, ficam defraudadas algumas expetativas.

Ao nível da produtividade na empresa, o esforço investido é logicamente superior, mas sem terem antes progredido em trabalhos importantes tais como projetos, planos ou trabalho de campo, de maior valor acrescentado em relação às reais prioridades desses executivos. Ou seja, é importante a atenção, organização e energia para contribuir, e de que maneira, para a produtividade de qualquer organização.

Para uma produtividade funcional, normalmente uma reunião estratégica não deve ultrapassar as cinco ou seis pessoas, para não se perder o foco do tema a tratar. A experiência diz-me que, quando há mais que essas seis pessoas, haverá uma grande tendência para dispersar. Essas reuniões também não devem ultrapassar cinco pontos, no tempo máximo de duas horas e meia. O foco é fundamental e ao existir reuniões importantes, depois desse tempo, temos tendência a perder a concentração e a objetividade.

Um executivo deve ter uma agenda bem definida, com clareza e de forma a não existir o mínimo de dúvidas. Na minha opinião, mesmo com uma agenda minuciosa e bem definida vão sempre existir pontos por realizar. Penso que se realizarem 80% dos assuntos diários, podemos considerar que essa empresa poderá alcançar rapidamente o sucesso. Também contribui para esse êxito, ser assertivo nas prioridades a seguir diariamente.

Um dos segredos de qualquer organização de sucesso é respeitar a pausa dos colaboradores para o café, esta pode servir para “pequenas reuniões informais” ou de puro convívio entre todos. Lembre-se, os colaboradores são o motor de qualquer empresa e se eles andarem felizes e motivados, a empresa tem maior probabilidades de alcançar os objetivos pretendidos.

Outro ponto importante para uma produtividade de sucesso é uma partilha de experiências entre toda a equipa, para entender as diferentes dificuldades de cada um. Isso pode ter uma consequência muito positiva, ao nível da motivação dos mesmos e uma possibilidade de aprendizagem para a criação de proposta de valor para a própria empresa.

Para mim, uma empresa inteligente deve promover a relação entre colegas (de todas as hierarquias) para relações mais positivas, o que causa maior confiança, e a empresa pode mais facilmente chegar às metas que ambicionou. Como fazer isto? Momentos de recreio, momentos de trabalho em grupo extra trabalho, entre outros modelos. Nós queremos ajudar e esperamos que tenha retirado dicas para a sua empresa.

Comentários