Este mês lançámos o desafio à IPStartUp, incubadora de ideias de negócio do Instituto Politécnico de Setúbal, de eleger a start-up do mês. A escolhida foi a Miraway, uma consultora especializada em processos migratórios, que pretende resolver os problemas de integração social e adaptação de pessoas que queiram mudar-se para Portugal.

Nome da Start-up: Miraway

Fundadores: Palmira António

Atividade: A Miraway foi fundada em 2019 e assume-se como uma agência educativa que nasceu para ajudar aqueles que pretendam estabelecer-se em Portugal. “Ajudamos pessoas a realizar o sonho de ter uma experiência no estrangeiro e a viver as melhores aventuras das suas vidas, de forma definitiva ou temporária”, pode ler-se no site da start-up que presta consultoria a projetos de mobilidade internacional.

Segundo Palmira António, fundadora da Miraway, “através de estudos de mercado contínuo reiteramos que a escolha de estudar/empreender no exterior é um processo extremamente complexo e exigente para o estudante/empreendedor, e que os constrangimentos (estudante e sociedade) podem diminuir a atratividade do país. Por isso, entregamos uma solução que analisa as necessidades dos estudantes/empreendedores, mas que também cria mecanismos para sensibilizar todas as partes envolvidas”.

Volume de negócios: “O volume de negócios ainda se encontra com valores abaixo do expectável, afetado em parte pelo Covid-19. No entanto, encontramo-nos a expandir as nossas parcerias além fronteiras e estamos focados na recuperação do pós-pandemia. Esperamos atingir um crescimento significativo em 2021”, explicou a jovem empreendedora ao Link To Leaders.

Plano de negócios: “Criámos uma solução com as melhores práticas para melhorar a qualidade dos vários projetos de mobilidade internacional. Esta solução materializa-se num acompanhamento antes mesmo do cliente chegar a Portugal e inclui várias tarefas que desafiam positivamente o cliente não só a nível académico, mas também nas vivências do seu dia a dia”, refere a empreendedora, revelando que neste momento estão focados na criação de uma identidade nas redes sociais e a “fazer prospeção de clientes, parceiros e protocolos”.

Entre os serviços que a Miraway disponibiliza atualmente, encontram-se serviços na área da educação, empreendedorismo, imobiliário, saúde e também serviços de apoio a reformados.

Porque merece destaque: Para a IPStartUp, instituição que acolheu a Mirawy, “o projeto merece destaque pela forma como se preocupa com as questões de integração e adaptação cultural. Além disso, engloba uma componente social que oferece uma oportunidade a todos aqueles que têm vontade de melhorar as suas competências, mas não têm recursos para o fazer”.

Outra informação relevante: A Miraway conta com representantes e parcerias em Angola, Cabo Verde e Moçambique que apoiam as suas operações locais, possibilitando assim que exista um acompanhamento mais próximo com os clientes.

Comentários