Este mês lançámos o desafio ao Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel de eleger a start-up do mês. A eleita foi a Cereal Games, uma start-up açoriana, dedicada exclusivamente ao desenvolvimento de jogos, com particular foco na Investigação e Desenvolvimento de Serious Games. O seu portefólio inclui jogos para PC e dispositivos móveis.

Nome da Start-up: Cereal Games

Fundadores: Lázaro Raposo, João Crispim, Ana Neto, Pedro Raposeiro, Francisco Wallenstein e João Ponte.

Atividade: A Cereal Games tem-se dedicado ao desenvolvimento dos jogos sérios, cujo propósito vai além do entretenimento. Tem desenvolvido jogos para museus, centros de ciência, escolas e municípios, abraçando tecnologias desde IoT (Internet of Things) à realidade aumentada, passando por jogos para dispositivos móveis e computador. É a primeira start-up nos Açores a dedicar-se em exclusivo ao desenvolvimento de jogos, contando já com quase quatro anos de atividade.

Volume de Negócios: Conta atualmente com cinco trabalhadores e fechou o ano de 2018 com um volume de negócios aproximado de 40 mil euros.

Plano de negócios: O modelo de negócios da empresa baseia-se em três pilares:

  1. Desenvolvimento de soluções à medida dos clientes, como sendo centros de ciência e museus que procuram entregar uma experiência didática inovadora e diferenciada;
  2. Desenvolvimento de jogos, após identificação de um problema concreto, para servir as necessidades de um leque de clientes específicos (municípios por exemplo).
  3. Desenvolvimento de jogos e colocação nas plataformas de distribuição (stores).

Porque merece destaque: “A Cereal Games tem vindo gradualmente a apostar mais no desenvolvimento de jogos destinados a um segmento de clientes de maior dimensão, com vista ao ganho de escala. Atualmente encontra-se a desenvolver um Role-Playing Game inspirado no “film” noir, representado numa estética retro, Pixel Art e suportado numa cuidada narrativa em que o humor é uma constante, e que será distribuído exclusivamente on-line através da plataforma STEAM. Aliás este projeto em desenvolvimento garantiu recentemente a esta start-up acesso ao fundo de capital de risco Azores Ventures (gerido pela Portugal Ventures)”, explica Ricardo Machado, do Nonagon.

Outra informação relevante: A Cereal Games beneficiou desde 2015 do programa de incubação da primeira e única incubadora de base tecnológica em funcionamento nos Açores – Incubadora Go-On, parte integrante do Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel, sendo a primeira alumni das incubadoras em funcionamento da Região Autónoma dos Açores.

Site: http://cerealgames.net/

 

 

 

 

 

Comentários