Ronaldo Nazário, jogador brasileiro, batizado de “O Fenómeno”, foi sem dúvida um dos melhores jogadores de sempre a pisar os relvados.

O que ele fazia em campo era algo único. Não havia equipa que não temesse enfrentá-lo, porque eram raras as que iam para o balneário após os 90 minutos sem ter que ir buscar a bola dentro da própria rede após um remate seu.

No entanto, anos depois, surge outro Ronaldo. Aquele que tentava chegar ao patamar inalcansável do antecessor. Aquele que era “uma imitação”, proveniente de uma pequena ilha portuguesa.

Anos depois, este Ronaldo sim, é o verdadeiro Fenómeno!

Não faz só mexer as redes, mas sim toda a economia mundial, em praticamente todos os setores de atividade. Este Ronaldo não representa apenas uma lição de futebol, mas sim uma lição de marketing e branding pessoal como nunca antes visto.

Neste artigo, vou saltar anos de feitos no Sporting, Manchester United, Real Madrid e Seleção de Portugal – que teve episódios tão épicos como mediáticos no que toca a resultados e estatísticas. Isto porque pouco poderei acrescentar sobre algo que vocês já não saibam. E acredito que posso tomar esta liberdade porque sei que, mesmo aos 33 anos, CR7 ainda vai protagonizar muita matéria jornalística que dará a volta ao mundo. Seja pelo seu futebol, seja pela sua influência transversal e mundial.

Partilho com vocês uma pequena análise do episódio “Ronaldo transfere-se para a Juventus”.
Os posts anteriores da página da Juventus no Facebook apresentavam sempre entre 2 mil a 10 mil reações (ou likes). Ao anunciarem novos jogadores, ainda conseguia chegar aos 20 mil. Mais umas centenas de partilhas. E estamos a falar de um grande mundial – o monopolista do campeonato italiano e constante finalista nas últimas etapas da Liga dos Campeões. Mas, aí entra Ronaldo

  • 500 mil reações ao post a anunciar a sua contratação;
  • Quase 70 mil partilhas;
  • Comentários que chegam em grupos de cinco só no tempo de estarmos a ler um;
  • Uma subida em Bolsa das acções da Juventus de 45% (!!!). E isto só no período de especulação. Esta subida foi antes da sua confirmação no clube.
  • Mesmo após a sua confirmação, a valorização bolsista não continuou a subir a pique, mas a Juventus estava avaliada na Bolsa em cerca de 662 milhões de euros numa fase pré-Ronaldo e, na fase pós-Ronaldo, chegou a uma avaliação de 900 milhões de euros. Em apenas sete sessões em Bolsa.

Este é o jogador por quem o Real Madrid pagou uma pipa de massa ao Manchester United e viu o seu dinheiro voltar todo no 1.º ano, apenas em camisolas!

Este é o jogador que tem a idade em que muitos outros começam a preparar a sua retirada dos campos. E faz o que faz. Influencia pessoas, mercado, Bolsa e toda a comunicação mundial. Tudo isto somado, Ronaldo influencia biliões da economia mundial.

Este RONALDO sim, é o Fenómeno.
Adoro que seja português.

Adoro como ele assume a sua arrogância na sua vida profissional e a sua humildade máxima na sua vida pessoal. Ele é, por si só, uma ode ao agradecimento e respeito pelas origens.
Adoro que seja fruto de dedicação e treino. Não apenas de propensão genética e talento.
Este RONALDO sim, é um Exemplo para todos nós!

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Sérgio Ribeiro é CEO e cofundador da Planetiers. Concluiu o mestrado em Engenharia Biológica no Instituto Superior Técnico de Lisboa. A sua tese de mestrado baseou-se na otimização da gestão de efluentes numa fábrica de biodiesel da Galp. Nos últimos... Ler Mais