Huntley Ritter, ex-presidente da Virgin, revelou alguns dos truques usados por Richard Branson para ter reuniões rápidas e produtivas.

Richard Branson, o fundador do Virgin Group, é conhecido não só pelo grupo que criou, mas também pela forma peculiar de liderar as suas empresas. O bilionário britânico não permite reuniões prolongadas e todas elas são efetuadas em pé e com pequenos grupos.

Este “segredo” sobre o método de gestão de Branson foi revelado no Business Insider por Huntley Ritter, ex-presidente da Virgin e atual CEO da empresa de publicidade digital USeek. De acordo com este antigo colaborador, Richard Branson insiste em que todos estejam de pé durante as reuniões, pois está focado em maximizar a eficiência e os resultados do trabalho. Ou seja, na perspetiva de Branson, se as pessoas estiverem de pé, não perdem tempo com conversa de circunstância e vão diretamente ao assunto que deve ser tratado e analisado, sem demoras.

Aliás, Richard Branson não é o único milionário empreendedor que não aprecia reuniões demoradas e com muita gente. Elon Musk também é apologista desta política e deu instruções diretas aos colaboradores da Tesla para não terem reuniões com grupos grandes de pessoas e encoraja os funcionários a saírem dessas reuniões se não estiverem a contribuir para o debate. Já o CEO da Amazon, Jeff Bezos, tem a “regra das duas pizzas”: nunca ter uma reunião em que duas pizzas não possam alimentar o grupo.

Richard Branson sempre se destacou por desafiar o status quo e pelas ideias e formas de gestão inovadoras e disruptivas, assim como por desafiar os limites e modos de funcionamento tradicionais. Este estilo de gestão e empreendedorismo influenciou a carreira de Huntley Ritter como empreendedor de tecnologia, revelou o próprio. Branson estabeleceu um ritmo de trabalho que possibilita pequenas conquistas e influência quem com ele trabalhou. Criou uma cultura própria e transmitiu essa cultura a todos os que trabalharam com ele no grupo Virgin, um cunho que está presente em muitas empresas fundadas por ex-colaboradores, recordou o ex-colaborador.

Comentários