Uma lista composta por 13 livros sobre os mais variados temas é a proposta para quem quer aproveitar os meses de verão para pôr a leitura em dia.

À semelhança de anos anteriores, também este ano o fundador da Microsoft revela aquelas que são as suas recomendações de leitura para este verão. Bill Gates sugere 13 livros para os leitores mais ávidos. Abordam desde temáticas mais sérias, como a atual pandemia, até temas como mindfulness, bem-estar ou puro entretenimento. As sugestões estivais de Gates foram avançadas pela Goodreads e muitas ainda não existem em português, mas pode sempre aproveitar para, simultaneamente, praticar o inglês.

The Choice: Embrace the Possible
de Edith Eva Eger

Este livro é um misto de livro de memórias, com um guia para lidar com traumas.  A sua autora, Edith Eva Eger, tinha 16 anos quando, conjuntamente com a família, foi enviada para Auschwitz. Sobreviveu ao horror e, mais tarde, mudou-se para os Estados Unidos e tornou-se terapeuta. O seu passado dá-lhe uma visão única sobre como se pode lidar e ultrapassar situações difíceis.

Cloud Atlas
de David Mitchell

Este romance envolve seis histórias interrelacionadas que acontecem com séculos de diferença. É o caso do jovem médico americano num veleiro no Pacífico Sul em meados de 1800. No fundo, acaba por ser um livro que aborda o melhor e o pior da humanidade. Foi adaptado ao cinema.

The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company
de Robert Iger

Para Gates este é um dos melhores livros de negócios que leu nos últimos anos. O autor, que liderou a Disney durante 15 anos, explica como é ser presidente de uma grande empresa como esta e como teve de reinventar a icónica marca, numa altura em que esta enfrentava novos desafios. Para quem estiver à procura de ideias de negócios este livro pode ser um bom guia de gestão.

The Great Influenza: The Epic Story of the Deadliest Plague in History
de John M. Barry

Numa altura em que se vive uma pandemia mundial, este livro acaba por fazer uma viagem histórica à pandemia da gripe de 1918. O autor aborda todos os aspetos sobre um dos surtos mais mortíferos da história da humanidade. E apesar de 1918 ter sido um momento muito diferente do que se vive na atualidade, Bill Gates lembra que “ainda estamos lidar com muitos dos mesmos desafios”.

Good Economics for Hard Times: Better Answers to Our Biggest Problems
de Abhijit V. Banerjee e Esther Duflo

Os autores deste livro ganharam o Prémio Nobel da Economia no ano passado e são dois dos economistas mais conceituados da atualidade. São também peritos em tornar a economia acessível a pessoas comuns e neste livro falam das desigualdades e das divisões políticas, centrando-se nos debates políticos que estão na vanguarda em países ricos como os Estados Unidos.

The Headspace Guide to Meditation & Mindfulness
de Andy Puddicombe

Cético em relação à meditação durante muitos anos, Gates rendeu-se a esta prática e agora é um praticante regular. Inspirou-se no livro de Andy Puddicombe e na aplicação (Headspace) criada por este. Antigo monge budista, o autor deste livro recorre a metáforas para explicar alguns dos conceitos mais complicados da meditação.

Moonwalking with Einstein: The Art and Science of Remembering Everything
de Joshua Foer

Joshua Foer é um escritor da área das ciências que se interessou pelo funcionamento da memória e pelo facto de algumas pessoas terem uma capacidade incrível de recordar factos. Neste livro, ele leva o leitor até ao U.S. Memory Championship (um evento realizado nos EUA), e revela as técnicas que lhe permitiram ganhar esse concurso uma vez.

The Martian
de Andy Weir

Talvez ainda tenha na memória o filme norte-americano protagonizado por Matt Damon, um botânico que fica preso em Marte e que põe de lado os seus medos e usa a ciência para ultrapassar as dificuldades. De acordo com Gates este livro de 2012, pela sua resiliência, pode servir de exemplo para a situação que se vive atualmente.

 A Gentleman in Moscow
de Amor Towles

Neste romance a personagem central, um conde russo –  Alexander Rostov – vive uma situação peculiar: não pode sair do edifício em que vive, porque está a cumprir prisão perpétua. O edifício é um hotel, o Metropol, bem em frente do Kremlin. É uma história divertida, que acontece em 1922, e que mostra o melhor do que nos rodeia. Bill Gates classificou o “Gentleman in Moscow” como uma “história engraçada, inteligente e surpreendentemente otimista sobre como tirar o melhor proveito de qualquer situação”.

The Rosie Project
de Graeme Simsion

Apesar de sugerir para leitura o livro mais recente da trilogia de Graeme Simsion, Gates recomenda os três romances do The Rosie Project. A história desenrola-se em torno de um professor de genética com síndrome de Asperger que (no primeiro livro) procura uma esposa e depois (no segundo e terceiro livros) começa uma família. No fundo, esta trilogia leva o leitor à mente e coração de uma pessoa que muitos consideram diferente, para descobrir que afinal é igual a todos nós.

The Best We Could Do
de Thi Bui

As bandas desenhadas, ou romances mais gráficos, nunca foram dominantes nas leituras de Gates, mas este livro entra na sua lista de sugestões. Em The Best We Could Do, a autora Thi Bui aborda as dificuldades que os seus pais viveram durante a Guerra do Vietname, e como as ultrapassaram. É um livro pessoal que fala do que é ser pai e refugiado.

Hyperbole and a Half: Unfortunate Situations, Flawed Coping Mechanisms, Mayhem, and Other Things That Happened
de Allie Brosh

Num registo mais leve e cómico, este livro reúne as tiras que a autora, Allie Brosh, publicou ao longo do tempo no seu blogue Hyperbole and a Half. As suas ilustrações conseguem abordar as emoções humanas mais complexas, com algum “humor negro” à mistura.

What If? Serious Scientific Answers to Absurd Hypothetical Questions
de Randall Munroe

Neste livro, Randall Munroe, antigo engenheiro da NASA, transforma complexas lições de ciência em desenhos simples e divertidos. O livro partiu que algumas perguntas mais absurdas feitas pelo público do blog XKCD.com, explica conceitos científicos através das suas ilustrações.

Comentários