A Portugal Ventures acaba de aumentar o seu portefólio de participadas no setor do Turismo com a entrada de cinco novas start- ups – Bag4Days, Classihy, Sailside, Try Portugal e X-Plora -, que representam um total de 1,3 milhões de euros de investimento.

As start-ups que acabam de receber investimento da Portugal Ventures resultaram do Call Fostering Innovation in Tourism (FIT) e da iniciativa Call Tourism.

A Portugal Ventures, em parceria com o Turismo de Portugal e o Nest – Centro de inovação do Turismo, lançou em junho deste ano a Call Fostering Innovation in Tourism Call FIT), com o objetivo de financiar projetos de turismo em fase pré-seed que, pelas suas características e um grau de risco mais elevado, enfrentam maiores dificuldades no acesso ao financiamento.

Nesta iniciativa participaram os projetos finalistas dos programas de aceleração do Turismo de Portugal Fostering Innovation in Tourism, concluídos nos anos de 2017 e 2018. Resultado da Call FIT, a Portugal Ventures investiu nos projetos Bag4Days, Classihy e Sailside.

Já da Call Tourism resultam os novos investimentos na Try Portugal e na X-Plora, Desta forma, a sociedade pública de capital de risco aumentou para 20 o número de empresas do portefólio de Turismo.

“Sendo o Turismo o setor mais dinâmico da economia nacional, a Portugal Ventures alinhada com o seu parceiro e acionista Turismo de Portugal reforça desta forma a aposta no setor com a criação de mais oportunidades para melhorar as condições e experiências dos turistas que visitam o nosso país”, lê-se no comunicado da Portugal Ventures enviado às redações.

Para Pedro de Mello Breyner, Executive Board Member da Portugal Ventures, responsável pela área do Turismo, “o trabalho em conjunto com o Turismo de Portugal reflete-se agora com o crescimento do nosso portefólio, com start-ups e projetos que vão ajudar a impulsionar o setor. As empresas que resultam do programa FIT representam também uma aposta nossa em colmatar a falta de investimento nesta fase dos projetos, o que nos dá a oportunidade de contribuir para posicionar Portugal como um pólo de referência na inovação, no empreendedorismo e na produção de bens e serviços para a indústria do turismo. A Portugal Ventures ambiciona mais investimentos no setor do Turismo para estimular a inovação, o empreendedorismo e a internacionalização das empresas, com vista à dinamização do investimento”.

A Portugal Ventures tem atualmente quatro Calls abertas para projetos inovadores, de base científica e tecnológica, nas áreas da economia do mar, economia circular e energia e tecnologia aplicada à agricultura, que têm como objetivo colmatar uma falha de mercado e alavancar soluções para problemas ambientais e sociais. E ainda na área do turismo, pretendendo dinamizar o setor mais dinâmico da economia nacional. A data limite para a submissão de candidaturas a estas calls vai ser prolongada até 31 de dezembro.

A Portugal Ventures já investiu, este ano, 11,8 milhões de euros em 21 start-ups.

Descrição das start-ups que acabam de receber investimento da Portugal Ventures:

A Bag4days, liderada por Rúben Marques, é uma empresa que se dedica ao aluguer de malas de viagem, permitindo ao viajante alugar de forma simples, rápida e eficaz, malas de alta qualidade a um preço justo. Entregam e recolhem a mala em qualquer morada europeia indicada pelo cliente. Incentivam a prática sustentável de recursos através da partilha de bens duráveis, contribuindo para a sustentabilidade do meio ambiente.

A Classihy é uma plataforma que permite aos gestores das unidades hoteleiras/restauração gerir os seus funcionários de acordo com as valências necessárias para as várias funções. Liderada por Ariane de Melo, a Classihy reinventa os atuais sistemas de avaliação de desempenho criando uma comunidade e uma ferramenta de performance inteligente e revolucionária, em tempo real, valiosa para todos.

A Sailside é um marketplace para aluguer de barcos em marinas que está a revolucionar a relação das pessoas com o mundo náutico. Liderada por João Vilas Boas, conta com presença em Portugal, Espanha, Brasil e Emirados Árabes Unidos.

A Try Portugal, liderada por Catherine de Freitas e com sede no Fundão, é uma plataforma e operador turístico que promove programas e experiências personalizadas de turismo ativo, cultural e desportivo, explorando o património natural e cultural do nosso país. Com o principal enfoque no interior do país, apresenta aos operadores turísticos internacionais programas temáticos, opções de alojamento e eventos diferenciadores.

A X-Plora é uma app que guia os utilizadores através de museus, estádios, castelos ou mesmo cidades de uma forma interativa e imersiva, através de conteúdo contextualizado: realidade aumentada e virtual, vídeos 360º, som binaural, entre outros. Liderada por Mafalda Ricca, a start-up visa enriquecer a experiência dos visitantes, oferecendo aquilo que pode ser descrito como “a evolução do áudio-guia.

Comentários