Será que temos a noção da importância atual das plataformas digitais na vida e na saúde das nossas empresas? A internet é cada vez mais o terreno onde todos nos movimentamos – pelo menos algumas horas por dia – fazendo cada vez mais parte das nossas vidas. Nas empresas não é nem pode ser diferente e esta perceção mudará o rumo dos negócios.

Portugal tem hoje uma população de 10,18 milhões (dados de janeiro de 2021) e a penetração da Internet é hoje de 84,2%, estando Portugal entre os Países com melhores índices mundiais de acesso à web.

Neste momento, segundo dados da Hootsuite, temos em Portugal cerca de 8,58 milhões utilizadores de Internet que representam potenciais clientes para qualquer organização.

O uso da internet passa também pelas Redes Socias e aqui aumenta a possibilidade de garantir mais clientes para as empresas pois as estatísticas das Redes Sociais para Portugal indicam que temos cerca de 7,80 milhões de utilizadores nestas plataformas digitais.

Aliás o número de utilizadores de Redes Sociais em Portugal aumentou 800 mil (+11%) entre 2020 e 2021, o que revela uma tendência cada vez maior da sua utilização e um aumento significativo de valor e potencial de mercado que representam.

Compete aos nossos gestores e empresários perceber como podem potencializar o uso generalizado dos canais de comunicação digital dentro das suas organizações para conseguir ter benefícios ​​imediatos, mensuráveis e a baixos custos.

A utilização generalizada das plataformas digitais nas empresas permite uma transformação digital mais ampla que envolve todos os que trabalham, que fornecem ou que acedem aos serviços e produtos de uma empresa.

Dentro das estruturas das organizações os programas de “social media” implantados para um amplo número de funcionários e funções de negócios tem o mérito de elevar o conjunto de habilidades dos funcionários, criar e potenciar novas valências, criar mais valor e fazer com que os próprios líderes se preparem para a implementação de uma estratégia digital de transformação transversal a todas as áreas de negócio possíveis.

As organizações encontram nestas plataformas digitais uma ferramenta multifuncional e madura com benefícios atraentes que vão desde o nível de preço, o reconhecimento da saúde da marca, passando pelo aumento da eficiência interna, atingindo de forma eficaz um conjunto amplo de stakeholders, incluindo clientes, funcionários, parceiros, acionistas e a comunidade onde as organizações estão inseridas.

Os “social media” são e sempre foram sobre pessoas, sobre relacionamentos, sobre interligação e é essencial que se reconheça que podem fazer muito mais para desenvolver e aprofundar relacionamentos pessoais, profissionais e sociais, especialmente durante estes tempos turbulentos.

Estes meios são plataformas que funcionam como repositórios de conteúdos que precisam da interação humana para ganhar vida e é exatamente por esse motivo que se tornaram canais poderosos para que as empresas alcancem um público mais qualificado e apto a adquirir os seus serviços e produtos.

Com o avanço evidente da era digital, o significado de “social media” ganhou uma nova dimensão que foi ampliada pelas restrições de isolamento físico que foram impostas a todos pela necessidade de combater o Covid-19.

Compete agora aproveitar ainda mais aquilo que sempre esteve aqui, ao alcance de todos e de todas as empresas. A adoção dos “social media”, que era sinónimo de distração laboral, diminuição da produção e preocupação para muitas organizações, pode agora ser um ativo extraordinário e passar a funcionar a favor dessas mesmas organizações.

A relação comercial encontrou um novo caminho e as estratégias têm agora de ser adaptadas a esta nova era em que o Marketing Digital e as plataformas onde atua passarão a ser ferramentas fundamentais de qualquer organização.

Em Portugal concentra-se cerca de 76% da população nos meios digitais e não existe Shopping Center, Supermercado, Outlet ou lojas físicas que consigam juntar tantos potenciais clientes.

Esta é a era das plataformas digitais e a adversidade destes tempos veio acelerar a sua entrada nas nossas vidas e com isso deu-nos uma janela de oportunidade que permite assumir o Digital como o novo parceiro de confiança para as organizações.

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Rodrigo Gonçalves nasceu em 1974, em Lisboa. Gestor de Negócios, empresário, consultor em liderança e gestão de equipas e um empreendedor apaixonado e resiliente. Licenciado em Ciência Política pela Universidade Lusíada, Mestre em Ciência Política, Cidadania e Governação pela Universidade... Ler Mais