No final de 2019, o número de start-ups fintech em todo o mundo aumentou para mais de 12.200, registando-se 21.700 empresas. A maioria são da América do Norte, revela o Finanso.se.

Os últimos anos testemunharam um rápido crescimento no setor da tecnologia financeira, forçado pelo crescente uso de aplicações móveis para pagamentos digitais e pelo crescente interesse em soluções de tecnologia financeira. A forte tendência de alta no mercado global de fintech foi seguida pelo aumento no número de novas empresas de fintech em todo o mundo.

Segundo dados recolhidos pelo Finanso.se, o número de start-ups fintech quase duplicou no ano passado, havendo mais de 21.700 empresas em todo o mundo. Mais de 40% das start-ups de fintech são do mercado norte-americano.

No final de 2019, o número de start-ups fintech em todo o mundo aumentou para mais de 12.200 e a maioria das empresas tinham sede na América do Norte.

Em 2018, havia mais de 12.100 start-ups fintech no mundo, revelam dados da Statista. Com quase 5.700 novas empresas naquele ano, a América do Norte assumiu-se como a região líder do mundo. Seguiram-se a Europa, o Médio Oriente e a África com quase 3.600 empresas. Mais de 2.800 start-ups fintech eram da região Ásia e Pacífico em 2018.

As estatísticas mostram que a América do Norte ainda continua a liderar o ranking com mais start-ups fintech em 2019. A maioria dos bancos dos nos EUA, grupos de capital de risco corporativo e outros investidores estão a investir fortemente em start-ups fintech devido à crescente procura por soluções fintech entre os utilizadores. Nos últimos doze meses, o número de start-ups americanas da área fintech aumentou 50%, chegando a mais de 8.700 em 2020.

O aparecimento das start-uos fintech europeias
Segundo o Finanso.se, a Europa, o Médio Oriente e a África testemunharam o crescimento mais significativo no número de novas empresas, aumentando em mais de 105% e com quase 7.400 empresas este ano. Segue-se a região da Ásia e do Pacífico com cerca de 4.800 start-ups em 2020.

Os especialistas apontam que o mercado global de tecnologia financeira da Europa vai manter a tendência de crescimento nos próximos anos, aumentando mais de 11% em relação ao ano anterior e até 2025. Essa tendência é impulsionada pelo ambiente regulatório favorável e estável criado pela diretiva de pagamento europeia PSD2, que exige que os bancos sejam mais abertos com os forncedores de serviços de pagamento.

Além disso, os países europeus registaram investimentos significativos de empresas de capital de risco em start-ups de tecnologia de fintech nos últimos anos. As estatísticas mostram que, em 2017, os investimentos atingiram um valor de 12,3 mil milhões de dólares (cerca de 11,3 mil milhões de euros) . Nos doze meses seguintes, esse número cresceu mais de 3,5 vezes, atingindo os 43 mil milhões de dólares (40 mil milhões de euros). Em 2019, o total de investimentos em empresas europeias de fintech aumentou mais de 58 mil milhões de dólares (53 mil milhões). A parte mais significativa desse valor ou mais de 75% foi investida durante o terceiro trimestre do ano passado.

Comentários