A iniciativa chama-se “Mais Ajuda”, junta o Lidl, as rádios Renascença, RFM e Mega Hits, e a Beta-i, e visa apoiar o empreendedorismo ao serviço da sociedade.

Desafiar IPSSs e start-ups a desenvolverem projetos de impacto social, capazes de encontrar novas respostas a problemas sociais, é a missão a que se propõe o programa “Mais Ajuda”. A iniciativa que reúne o Lidl Portugal, as rádios Renascença, Mega Hits e RFM, envolve também uma parceria com a Beta-i, que se alia agora ao apoio a causas com impacto social. Além de desafiar empreendedores a procurarem respostas para as questões sociais, também pretende desenvolver e aprofundar boas práticas junto do terceiro setor.

A mecânica do programa envolve compras da marca Deluxe, nas lojas Lidl, onde, por cada talão, 20 cêntimos revertem para os projetos empreendedores para que possam desenvolver e implementar novas soluções de apoio social. Serão contemplados os projetos  selecionados ao abrigo do “Mais Ajuda”, cujas inscrições abrem no próximo mês de janeiro (em data a anunciar) depois de apurado o valor final recolhido na campanha Lidl, em curso até ao final ao ano.

Os projetos das IPSS’s, ou equiparadas, candidatas ao programa devem ter como beneficiárias as crianças. Por sua vez, as start-ups devem demonstrar impacto social no desenvolvimento das suas propostas. A seleção dos projetos ficará a cargo de um júri ainda por divulgar.

A propósito da associação da Beta-i a esta iniciativa, Pedro Rocha Vieira, CEO e Co-founder desta incubadora/aceleradora, frisou que a “sustentabilidade, responsabilidade social, inovação e empreendedorismo são cada vez mais valores e pilares estratégicos das empresas, e a inovação colaborativa o novo paradigma para se conseguir resolver desafios com mais eficácia e impacto. É um orgulho podermos contribuir para que o “Mais Ajuda” possa alavancar o papel do Lidl junto da sociedade e potenciar um ecossistema de inovação de boas causas”, referiu.

Já Vanessa Romeu, diretora de comunicação corporativa do Lidl Portugal, explicou que a “novidade deste programa surge num momento em que o Lidl já tem um histórico consolidado de apoio às comunidades locais (…). Damos agora um passo em frente, promovendo projetos empreendedores de intervenção e impacto social com cariz inovador, aproximando duas realidades distintas – IPSS e start-ups -, que poderão incentivar o desenvolvimento de novas abordagens e metodologias”.

Comentários