Macau apoia start-ups nacionais que queiram instalar-se na região

Fernando Chui Sai On está de visita a Portugal. O presidente executivo de Macau anunciou a intenção de aumentar a cooperação entre as empresas chinesas e de países de língua oficial portuguesa.

O presidente executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, disse esta semana, em Lisboa, que a Macau pretende continuar a facilitar e a fomentar a cooperação entre as empresas chinesas e os países de língua oficial portuguesa. O apoio é igualmente aplicado às start-ups que queiram instalar-se naquela região administrativa especial chinesa.

A intenção foi revelada numa conferência de imprensa com o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, que sucedeu à reunião de comissão mista Portugal-Macau.

“Vamos continuar a impulsionar as vantagens que o Fórum Macau representa, vamos impulsionar ainda mais o desenvolvimento e cooperação entre a China e os países de língua portuguesa e continuar a promover o intercâmbio e a cooperação entre empresas da China, dos países de língua portuguesa e de Macau. Em especial, daremos apoio a projetos de start-ups, para que possam ir até Macau, ir à Grande Baía”, afirmou Fernando Chui Sai On, citado pela Agência Lusa.

Para o presidente executivo, estas visitas comprovam o aprofundamento da parceria estratégica global entre a China e Portugal. Prova disso, salientou, são os números do ano passado, em que “as trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa atingiram os 147,3 mil milhões de dólares norte-americanos, valor esse cerca de 13 vezes mais do que registado em 2003”.

Frisou ainda que, por outro lado, o apoio de Portugal vai ser positivo para Macau “porque permitirá desempenhar melhor o seu papel na criação da base de formação da língua portuguesa e do turismo”.

Além da reunião com Augusto Santos Silva, o presidente executivo de Macau encontrou-se com o presidente da república Marcelo Rebelo de Sousa e com o primeiro ministro António Costa. A visita de Chui Sai On ao nosso país decorre até amanhã, dia 18 de maio.

Comentários

Artigos Relacionados